Paróquia Santa Cruz, de Biritiba Ussu, também foi atingida pela água do temporal deste domingo. — Foto: Pe. Rogério de Oliveira/Arquivo Pessoal

A Paróquia Santa Cruz de Biritiba Ussu, em Mogi das Cruzes, foi atingida pelo temporal do início na noite deste domingo (10). A água danificou parte do sistema de som, geladeiras e freezers da cozinha.

De acordo com o pároco da unidade, padre Rogério de Oliveira, a água começou a entrar na igreja por volta das 20h30 do domingo e foi aumentando, até a madrugada.

“A igreja é um pouco acima do nível da rua, então chegou a cerca de um metro aqui. Mas nas casas vizinhas, bateu 1,8 metro”, conta.

Cozinha da Paróquia Santa Cruz foi tomada pela água, que atingiu geladeira e freezers.  — Foto: Pe Rogério de Oliveira/Arquivo PessoalCozinha da Paróquia Santa Cruz foi tomada pela água, que atingiu geladeira e freezers.  — Foto: Pe Rogério de Oliveira/Arquivo Pessoal

Cozinha da Paróquia Santa Cruz foi tomada pela água, que atingiu geladeira e freezers. — Foto: Pe Rogério de Oliveira/Arquivo Pessoal

No começo da manhã, a água começou a escoar. Com a ajuda dos moradores do local, a igreja foi limpa. No entanto, segundo o padre, parte do sistema de som, geladeiras e freezers foram danificados.

“Eu me sentia numa ilhado. A minha casa fica no alto, então eu não fui atingido, mas olhava para a saída e não tinha para onde ir. A minha maior preocupação é com as famílias que ficam no entorno da igreja, porque teve gente que perdeu tudo”, conta.

A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSU) informa que “a manutenção no córrego é realizada rotineiramente, pela equipe da Administração Regional de Biritiba Ussú e pela SMSU. Equipes estão na região realizando novas limpezas no curso d’água e nas margens.”

A secretaria acrescentou que representantes da SMSU “receberam a informação de que no trecho do córrego anterior à região central do distrito existem diques construídos por particulares para o represamento das águas e utilização particular e que o rompimento destas estruturas poderia ter liberado maior volume de água, ampliando o problema. A denúncia será verificada, dentro do trabalho de manutenção do córrego, que continuará nos próximos dias.”

A secretaria ainda disse que trabalha na limpeza dos pontos atingidos. Além disso, equipes da Secretaria Municipal de Assistência Social estão no local fazendo o atendimento das famílias prejudicadas, cadastramento e fornecimento de cestas básicas e colchões.

Mogi

Além de Biritiba Ussu, a Defesa Civil de Mogi das Cruzes recebeu chamados de acúmulo de água nas regiões de Jundiapeba, Jardim Santos Dumont e Jardim Aeroporto. Segundo a prefeitura, não há pessoas desabrigadas ou desalojadas na cidade.

A Prefeitura informou que entre 7h deste domingo e 7h de segunda-feira foram registrados 57,6 mm de chuva no ponto de medição do Departamento de Água e Energia Elétrica (Daee), na Ponte Grande.

Neste local, o nível do Rio Tietê é de 3,20 metros. Segundo a Prefeitura, o limite para o extravasamento da calha do rio é de 3,60 metros.

No Sistema Produtor do Alto Tietê (Spat) choveu cerca de 150 milímetros. A Represa do Rio Jundiaí, em Mogi, começou a verter água, porque chegou a 102,52% da capacidade.

 

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta