Suspeito foi baleado dentro de ônibus do transporte coletivo em Caçapava — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um homem de 29 anos, suspeito de assaltos, foi baleado pela polícia na tarde desta quinta-feira (14) dentro de um ônibus do transporte coletivo em Caçapava (SP). Segundo a Polícia Civil, ele era investigado por roubos à mão armada em comércios da cidade, com 20 mandados de prisão em aberto. Ele foi socorrido e não corre risco de morrer. Nenhum passageiro ficou ferido.

Ainda de acordo com a polícia, o homem era investigado há cerca de seis meses, quando começaram os assaltos. Ele foi identificado por meio de imagens de câmeras de segurança e depoimento das vítimas.

“Ele cometia os assaltos com arma e apavorava os comerciantes. Tinham alguns que estavam fechando os comércios com medo dele. A investigação apontou que ele também vendia drogas. A gente estava atrás dele faz um tempo”, explicou o delegado Régis Germano, responsável pela ação.

Nesta quinta, os policiais civis receberam a informação que o suspeito iria de ônibus do bairro onde morava, no bairro Caçapava Velha, para ir para o Centro. A suspeita é que ele iria cometer mais um crime. Durante o trajeto, ainda no bairro Caçapava Velha, os policiais interceptaram o veículo.

Quando o delegado e outros policiais entraram no veículo, o homem tentou atirar contra eles, mas a arma falhou. O delegado reagiu e baleou o homem duas vezes.

“Em seguida, ele tentou fazer a cobradora do ônibus de refém, só que desistiu e fugiu pela janela do ônibus. Do lado de fora, ele foi baleado por outro policial [que dava cobertura]”, disse o Germano.

O ônibus estava cheio, mas ninguém ficou ferido. O suspeito foi atingido com um tiro em cada coxa e um na nádega. Ele foi socorrido e encaminhado para o pronto-socorro da cidade e não corre risco de morrer.

De acordo com a polícia, assim que o homem receber alta, ele será encaminhado para a prisão. Ele irá responder por tentativa de homicídio contra os policiais e pelos 20 mandados de roubo. Ele continua sendo investigado para saber se está envolvido com outros crimes.

Deixe uma resposta