Prefeito de Suzano apresenta medidas de segurança para rede municipal de ensino

0
419
  • https://www.viassd.com/power-banks?product_id=366472

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, anunciou um pacote de ações voltado à segurança na rede municipal de ensino, que vai desde a instalação de câmeras nas unidades escolares ao treinamento de profissionais na identificação de bullying e de alunos com depressão. As medidas foram apresentadas na manhã desta quarta-feira (20/03), durante ato ecumênico de homenagem às vítimas do crime que ocorreu na Escola Estadual Professor Raul Brasil há uma semana.

 

Entre os trabalhos previstos, o chefe do Executivo suzanense vai realizar a instalação de câmeras nas escolas municipais com integração direta ao Centro de Segurança Integrada (CSI), previsto para ser inaugurado no mês de abril. Os equipamentos funcionarão 24 horas por dia, com identificação de atividades suspeitas e alarme. “Pretendemos colocar também um ‘botão do pânico’, que, ao ser acionado, enviará um chamado à viatura da GCM (Guarda Civil Municipal) mais próxima da unidade escolar”, explicou.

 

Além disso, haverá um estudo para contratação de segurança privada presencial noturna com apoio das Associações de Pais e Mestres (APMs) e um ciclo de palestras oferecido aos profissionais das escolas, alunos e familiares sobre bullying e depressão. Já a Secretaria Municipal de Assuntos Jurídicos pretende desenvolver uma lei que concederia aos servidores municipais dispensa de meio período em dias em que tenham reuniões de pais e professores – esta mesma lei será indicada ao governo federal.

 

“Também estamos em tratativas com o governo do Estado para garantirmos um trabalho maior nos atendimentos, em pilares da Educação, Segurança e Saúde. Todas as ações mencionadas já estão em andamento e pretendemos coloca-las em prática o mais breve possível”, garantiu Ashiuchi.

 

Medida emergencial

A Secretaria Municipal de Administração iniciou a convocação dos candidatos habilitados no concurso público da Educação para a função de agente de segurança escolar. A princípio, foram chamados 20 classificados, que devem comparecer ao Departamento de Gestão de Pessoas da Prefeitura de Suzano (rua Baruel, 501, sala 209 – Centro) no período de 21, 22 e 25 de março (quinta, sexta e segunda-feira), das 8 às 16 horas.

 

No local, irão tomar ciência sobre os documentos exigidos para poderem assumir o cargo. Quem não comparecer neste prazo perderá o direito de contratação. A relação dos nomes dos candidatos – sendo dois da lista especial e 18 da geral – pode ser conferida no edital de convocação colocado à disposição na página da Prefeitura de Suzano na Internet, emwww.suzano.sp.gov.br, na aba “Imprensa Oficial”, edição 51 do Diário Oficial de 2019.

 

“Atualmente, já temos agentes de segurança escolar atuando em turnos e todas as 72 escolas e creches municipais contam com sistema de alarme. Agora vamos incrementar o trabalho nas unidades com novos contratados para esta função, por meio do concurso público realizado em outubro do ano passado”, comentou o secretário de Educação de Suzano, Leandro Bassini.

 

Ato ecumênico

Mais de 500 pessoas participaram do ato ecumênico que marcou uma semana do atentado na Escola Estadual Raul Brasil, quando dois adolescentes armados e encapuzados invadiram a unidade e efetuaram disparos contra estudantes e profissionais da instituição de ensino, deixando dez mortos e mais de 20 feridos.

 

O evento, que teve início às 10h30 e foi realizado na quadra da própria unidade onde o crime ocorreu, contou com a participação do prefeito Rodrigo Ashiuchi; do secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares, e de sua esposa Meg Vallau; do secretário-executivo de Estado da Educação, Haroldo Correa Rocha; da dirigente regional de Ensino, Vera Lúcia Miranda; do secretário municipal de Educação, Leandro Bassini; e da diretora da Escola Estadual Raul Brasil, Sônia Aparecida dos Santos.

 

A celebração em homenagem às vítimas teve apoio do padre coordenador de Suzano, Luiz Ricardo; do bispo-auxiliar da Arquidiocese de São Paulo, dom Carlos Lema Garcia; e dos representantes Juremar Umehara (Associação Espírita Vinha de Luz), Luciana Zaneta (Templo de Umbanda Maria do Coco); Cláudio Rogério (Primeira Igreja Batista), Valter Oliveira (Comunidade da Graça) e Daniel Moura (Igreja Somos Um).

  

Durante o encontro, houve salva de palmas às famílias e a leitura de três poemas escrito pelo aluno Claiton Antônio Ribeiro, morto no massacre. Tomada pela emoção, a cerimônia foi finalizada com um abraço coletivo em torno do prédio.

 

Visitas

A estudante Rhyllary Barbosa, que estava na Escola Estadual Raul Brasil durante o ataque à Escola Estadual Raul Brasil, visitou o prefeito Rodrigo Ashiuchi nesta terça-feira (19/03). Na oportunidade, a aluna falou sobre o ocorrido e da importância de seu conhecimento em jiu jistu, que, segundo ela, foi fator essencial para a ter salvo de um dos atiradores.  

 

Nesta quarta-feira, foi a vez do aluno José Vitor Ramos Lemos, uma das vítimas do crime, conversar com o chefe do Executivo suzanense. Acompanhado de sua mãe, Sandra Regina, do primo, Marcos Vinícius, e do colega Antônio Marcos Jorge Nascimento – que também é estudante da escola –, Lemos falou sobre a recuperação após o episódio, tanto física como psicológica, para retomar os estudos e os treinos de basquete.

 

Já no final da tarde, o doutor em Biologia Ivan Gláucio Paulino Lima, de um instituto de ciências associado à agência espacial dos Estados Unidos, a Nasa, visitou a cidade de Suzano. O cientista, que atua no “Blue Marble Space Institute of Science”, sediado em Seattle (EUA), colocou-se à disposição para a comunidade escolar para a realização de atividades extracurriculares ligadas à astronomia, bem como palestras e workshops.

 

 

Crédito das fotos: Wanderley Costa/Secop Suzano

  • https://www.viassd.com/smartphones?product_id=366281

Deixe uma resposta