Proposta elaborada pela Prefeitura de Suzano pretende beneficiar mais de 70 núcleos habitacionais dentro do município

O Cineteatro Wilma Bentivegna recebeu na noite desta quarta-feira (08/05) mais de 60 pessoas para a audiência pública que debateu o anteprojeto de lei complementar municipal que trata da regularização fundiária em Suzano. A proposta, elaborada pela prefeitura, tem como meta principal auxiliar na legalização de 72 núcleos habitacionais situados no município.

O evento contou com a participação dos secretários municipais de Planejamento Urbano e Habitação, Elvis José Vieira, e de Governo, Said Raful Neto, do diretor de Habitação, Miguel Reis Afonso, e de integrantes das pastas de Meio Ambiente e de Manutenção e Serviços Urbanos. Na plateia, estavam presentes também representantes de entidades, membros de grupos ligados à moradia popular e a população em geral.

 

No início da audiência, o secretário de Planejamento Urbano ressaltou que o principal esteio do projeto é a garantia da moradia como interesse social e do investimento que centenas de famíliasrealizaram ao longo da vida buscando a casa própria. Já o diretor de Habitação disse que mais de 4 mil áreas demandam regularização fundiária na Região Metropolitana de São Paulo atualmente.

 

O futuro projeto de lei complementar tem como base o programa “Cidade Legal”, da Secretaria de Estado da Habitação. Também foi ressaltado que abre espaço para investimentos por meio da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e de outras autarquias. Foram ressaltadas ações como as novas diretrizes para a requisição de regularização do imóvel, o trabalho de legalização das áreas já tituladas e a criação de uma câmara de mediação de conflitos voltada ao setor habitacional, para encontrar o melhor caminho junto às famílias.

Dentre os pontos levantados pelos participantes da audiência estavam reforço da fiscalização para evitar o surgimento de novos assentamentos irregulares no município, trabalho conjunto com a Sabesp e com a EDP São Paulo e investimentos em infraestrutura, principalmente obras contra enchentes.

Os membros da administração municipal reforçaram a importância da audiência pública para a elaboração do projeto, por representar mais uma janela de oportunidade para a inclusão de sugestões ao texto que será enviado à Câmara de Suzano. “Iremos reunir as ideias apresentadas para formular um projeto ao Legislativo que atenda de fato às necessidades da cidade”, afirmou o secretário Elvis José Vieira.

 

 

Crédito das fotos: Irineu Junior/Secop Suzano

 

Deixe uma resposta