Uma auxiliar administrativa, de 37 anos, denunciou à polícia que sofreu agressões do namorado depois de uma discussão em Mogi das Cruzes, nesta quarta-feira (29). De acordo com o boletim de ocorrência registrado por ela, o agressor, que é policial militar, chegou a atropelá-la e ameaçou atirar. A Polícia Militar esclarece que foi instaurada investigação para apuração dos fatos.

A vítima explicou que tem um relacionamento de quatro anos com o policial e, durante este período, eles já se separaram algumas vezes. Ela contou que teve uma discussão por telefone com o namorado e eles marcaram de conversar pessoalmente durante a noite.

A mulher disse que, neste encontro, os dois tiveram uma nova discussão. Segundo o boletim de ocorrência, o policial apontou, de dentro do carro, uma arma na direção da vítima e lhe ameaçou de morte dizendo que “iria dar um tiro na cara”.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, a vítima estava com as mãos na porta e, rapidamente, o agressor fechou o vidro, prensando seus dedos.

Em seu depoimento para a polícia, a vítima contou ainda que o namorado ligou o carro e acelerou de forma brusca, na intenção de lhe atropelar. Ela disse que foi atingida pelo para-choque do veículo na perna direita.

Na delegacia a vítima informou que acionou a Corregedoria da Polícia Militar.

O policial vai ser investigado por lesão corporal, violência doméstica e ameaça.

Deixe uma resposta