Estuprador do Caiubi é o suspeito de matar adolescente e tem prisão temporária decretada

0
746

 

Depois de investigação, Justiça decretou prisão temporária.

O Setor de Homicídios identificou e a Justiça decretou a prisão temporária de Samuel de Carvalho, de 35 anos, pelo homicídio de Giovani Davi da Silva Bezerra Santos, de 15 anos, em Itaquaquecetuba, em setembro. O homem já estava preso na cadeia de Mogi das Cruzes por estupro.

A vítima foi encontrada nua e amordaçada em um terreno às margens da Estrada do Pinheirinho, no dia 20 de setembro. Segundo a investigação, a causa da morte foi asfixia mecânica.

O delegado do Setor de Homicídios, Rubens José Ângelo, informou nesta quinta-feira (21) que o suspeito preso disse, durante o depoimento, que conhecia a vítima porque o jovem estudava na escola da filha dele. No entanto, de acordo com o delegado, ele negou a prática do crime.

Samuel de Carvalho foi preso por suspeita de ter matado Giovani Davi da Silva Bezerra dos Santos em Itaquaquecetuba — Foto: Polícia Civil/Divulgação

A polícia chegou até o nome de Samuel depois de encontrar imagens que mostram o suspeito entrando no matagal, lado a lado com o Giovani. De acordo com o delegado, ele deixou o local cerca de 40, 50 minutos depois.

“Nós conseguimos uma câmera que conseguiu visualizar este indivíduo. Ele tinha o porte físico forte, altura 1,70 metro, estava com barba a fazer, um pouco de cabelo e óculos. Nós tínhamos este perfil. Este indivíduo já estava sendo investigado pela Delegacia Central de Itaquaquecetuba pelo crime de estupro. Isso chamou a atenção da investigação”, detalhou o delegado.

Ainda de acordo com Rubens, ouvindo a mulher de Samuel e a vítima de estupro pelo qual ele era investigado, as duas o reconheceram nas imagens, no momento em que sai do matagal.

 A gente traçou o perfil psicológico dele. Ele é uma pessoa fria, calculista, inteligente, lutador faixa preta de MMA. Ele é um criminoso contumaz. É um dos mais perigosos do Alto Tietê. Ele foi condenado a 20 anos de reclusão por latrocínio, ele tem antecedente por estupro, roubo, roubo a mão armada, tráfico de drogas e furto”, disse o delegado.

Samuel vai responder por homicídio qualificado, por asfixia e recurso que dificultou a defesa da vítima, além de ocultação de cadáver.

Deixe uma resposta