Suzano se mantém na Fase Amarela do Plano São Paulo

1
107

Estabelecimentos podem funcionar até dez horas por dia; orientações estão vigentes até 5 de fevereiro, com possibilidade de regressão a qualquer momento

Suzano se mantém na Fase 3 – Amarela do Plano São Paulo, juntamente com 90% das cidades paulistas, conforme anúncio feito pelo governo estadual nesta sexta-feira (08/01). Sendo assim, a cidade segue as medidas que determinam o funcionamento máximo de estabelecimentos comerciais limitado a dez horas diárias, com atendimento presencial liberado até as 22 horas. Já o atendimento presencial em bares está restrito a partir das 20 horas. As orientações estão vigentes até 5 de fevereiro, com possibilidade de regressão a qualquer momento, variando de acordo com a evolução da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e o acolhimento hospitalar. 

A Fase Amarela permite 40% de ocupação presencial para todas as atividades liberadas e expediente de até dez horas diárias. O atendimento presencial terá que ser encerrado às 22 horas em todos os setores. No entanto, nos bares, as portas se fecham a partir das 20 horas. Atividades não essenciais que geram aglomeração, como festas, baladas e shows, continuam proibidos. 

De acordo com o Centro de Contingência do Coronavírus, do governo do Estado, a principal recomendação neste momento é que a população evite circular à noite, após o fechamento do comércio, uma vez que a maior incidência de aglomerações e festas clandestinas é observada no período noturno. 


Para a região sair da Fase Amarela e progredir à Fase 4 – Verde, será preciso apresentar um cenário de até 30 internações por 100 mil habitantes e três mortes por cem mil habitantes durante 14 dias, além de passar 28 dias seguidos na Fase Amarela. Caso contrário, conforme parâmetros adotados no Plano São Paulo, se a ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na região superar 80%, poderá haver recuo para a Fase 1 – Vermelha e fechamento de atividades.

Suzano está inserida no Departamento Regional de Saúde (DRS) 01 – Grande São Paulo. Atualmente, na Fase Amarela, a região apresenta 48,3 internações por 100 mil habitantes e 4,5 óbitos por 100 mil habitantes.  

É importante lembrar que o uso máscara é obrigatório e os estabelecimentos em funcionamento devem seguir protocolos para padrões de higiene, como a oferta de álcool em gel, aferição de temperatura corporal, respeito ao distanciamento mínimo entre as pessoas e outras ações que visem a proteção de todos, principalmente de idosos, gestantes e quem sofre de doenças crônicas ou imunodeprimidas, conforme recomendações do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde.

Fase Laranja
Segundo a última reclassificação do Plano São Paulo, apenas os Departamentos Regionais de Saúde (DRSs) de Marília (62 cidades), Presidente Prudente (45), Registro (15) e Sorocaba (48) se encontram na Fase 2 – Laranja neste momento. Nessas áreas, todas as atividades liberadas podem funcionar por até oito horas diárias, com ocupação máxima de 40%. Além disso, todos os estabelecimentos devem encerrar o atendimento presencial às 20 horas, sendo que o consumo local em bares está totalmente proibido. 

Crédito das fotos: Wanderley Costa/Secop Suzano

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta