Curso de Promotoras Legais Populares inscreve para nova turma a partir de 2ª

0
59

Capacitação do Saspe oferece cem vagas às mulheres suzanenses; inscrições podem ser feitas até o dia 5 de março pela Internet  


O Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe) abre na próxima segunda-feira (25/01) cem vagas para o curso de Promotoras Legais Populares (PLPs), que segue para sua nona edição no município. O projeto é exclusivamente voltado às mulheres suzanenses, com foco no exercício da cidadania sob a perspectiva da igualdade de direitos. As inscrições gratuitas podem ser feitas até o dia 5 de março pela Internet, por meio do link http://bit.ly/SuzanoPLP2021. Neste ano, devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o curso ocorrerá remotamente, mediante grupos on-line e curadoria de conteúdos referentes às temáticas semanalmente abordadas.   

 

Para participar, a mulher deve ser maior de 18 anos e preencher o formulário informando nome, RG, endereço, número de celular (WhatsApp) e e-mail, priorizando o Gmail. Os dois últimos itens são necessários para facilitar a comunicação e a interação do grupo nesta edição atípica. “No ano passado, fomos surpreendidas pela pandemia. Então, tivemos que reorganizar o curso de maneira on-line. A experiência deu certo, por meio de um grupo no WhatsApp em que semanalmente enviamos conteúdos selecionados. O grupo é controlado e fechado apenas para postagens pertinentes ao tema em discussão”, explicou a coordenadora do projeto, Sandra Lopes Nogueira. 

 

Para a dirigente do Saspe, Larissa Ashiuchi, a alternativa também abre um leque de possibilidades. “O conhecimento precisa ser compartilhado. Além do PLPs, todos os demais cursos do Saspe se organizam em dar continuidade às atividades remotamente. Espero que possamos alcançar cada vez mais alunas, para que elas também possam orientar outras mulheres na defesa de nossos direitos”, enfatizou.

Sobre o curso

O curso de Promotoras Legais Populares capacita mulheres para reconhecerem seus direitos e a violação deles, para que possam atuar junto às organizações governamentais em geral, com ênfase no Poder Judiciário. A capacitação é ministrada por profissionais do Direito, que, em alguns temas, podem ser acompanhados por especialistas da área.

O projeto visa a aquisição de conhecimentos das leis, do Direito, da política e dos serviços públicos. O conteúdo programático prevê a introdução a temas como a organização do Estado e da Justiça, Direito Constitucional, Direitos Humanos e Sistema de Proteção Internacional, Direito à Saúde, Direito Penal, Direito Civil, Direito do Trabalho, entre outros. 

Crédito das fotos: Irineu Junior/Secop Suzano

 

Deixe uma resposta