Comitiva vistoria futura Delegacia da Defesa da Mulher de Itaquaquecetuba

0
42

Na manhã desta quarta-feira (3), o prefeito Eduardo Boigues recebeu uma comitiva para vistoriar o local onde vai abrigar a Delegacia da Defesa da Mulher (DDM), em Itaquaquecetuba. O espaço deve ser inaugurado em março deste ano. Na vistoria de hoje, já foram feitos os últimas orientações e ajustes necessários.

A vistoria contou com a presença do delegado seccional de polícia de Mogi das Cruzes, Jair Barbosa Ortiz, responsável pelas delegacias de todo o Alto Tietê, além da Luciana Amat, delegada de polícia titular da Delegacia da Defesa da Mulher de Itaquaquecetuba,  Gislaine Aparecida Santanieli, delegada divisionária de polícia da Assistência Policial, do gabinete do delegado geral de polícia.

O local ainda deve receber manutenção, além dos móveis que vão compor a delegacia, que deve ter 6 funcionários, contratados por meio de convênio entre o Município e o Estado.

O prefeito Eduardo Boigues, explica que as mulheres terão um lugar adequado para que possam realizar suas denúncias “Hoje, as mulheres sentem vergonha de expor sua realidade de violência doméstica para os homens que atendem nas delegacias, com uma delegada, as mulheres vão sentir-se muito mais confortável e à vontade em expor as os seus sofrimentos dentro de casa”, reforçou o prefeito.

Com os serviços jurídicos, o acolhimento destas mulheres vulneráveis à violência e a efetivação deste trabalho, as vítimas denunciarão o seu agressor com o sentimento de respaldo. Atualmente, as mulheres que já possuem medidas protetivas concedidas pelo Poder Judiciário contam com o auxílio da Patrulha Maria da Penha, que iniciou um forte trabalho de ronda e vigilância.

A violência doméstica e familiar contra a mulher é qualquer ação ou omissão que cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial. Qualquer cidadão que presencie uma situação de violência pode ligar para a Polícia Militar 190, Guarda Civil Municipal (GCM) 153 ou ainda como denúncia anônima pelo 181.

Fotos: Millena Matos

Deixe uma resposta