Os vereadores da Câmara de Suzano aprovaram, na sessão ordinária de hoje (20), seis proposituras. Entre elas, se destacam três que são de autoria da administração municipal: o projeto de lei que autoriza convênio entre o Executivo com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e duas proposituras de abertura de crédito, nos valores de R$ 1.667.957,30, para adequação do orçamento, e no valor de R$ 17.827.492,66, decorrente do superávit financeiro em balanço patrimonial do exercício de 2020.

Os parlamentares também aprovaram requerimento do vereador Leandro Alves de Faria (PL), o Leandrinho, que pede que o prefeito acione o órgão responsável para realizar a limpeza, capinação e serviços de zeladoria na viela da avenida Libanesa, no Jardim Revista. Uma moção de aplauso do vereador professor Edirlei aos soldados e todas as patentes do Exército brasileiro que trabalham em prol da nossa pátria e um projeto de decreto legislativo que dispõe sobre a concessão do Título de Empresa Cidadã a Adriano Amaral “Dricolors Tintas e Texturas”, de autoria do vereador Maizena.

Tribuna

O parlamentar Marcos Antônio dos Santos (PTB), o Maizena, elogiou as ações de manutenção que estão sendo feitas pela cidade após diversas reclamações dos vereadores em relação ao trabalho do Grupo Pioneira. Ele disse que foram trocados dois funcionários da empresa que estão fazendo a diferença. “Colocaram pessoas trabalhadoras que fazem a diferença na cidade. Então, da mesma forma que critiquei, estou subindo aqui para elogiar e pedir para que continuem trabalhando pelo nosso município.”

Já o vereador Antonio Rafael Morgado (PDT), o professor Toninho Morgado, agradeceu os secretários de Manutenção e Serviços Urbanos, Samuel Oliveira, e de Transportes e Mobilidade Urbana, Claudinei Galo, pela instalação de um abrigo para o ponto de ônibus na Vila Fátima, fruto de uma emenda impositiva de autoria do parlamentar. “É um pedido que apresento há mais de três anos e que não se executava por falta de mão de obra”, explicou.

Professor Toninho Morgado também informou que fez requerimento à Prefeitura para que a Ronda Ostensiva Municipal (Romu) fiscalize os locais em que estão havendo pancadões, shows e outros tipos de aglomeração. Ele ainda pediu ao secretário de Manutenção e Serviços Urbanos a zeladoria da praça em frente à escola estadual Euclides Igesca, na Vila Fátima. “Consegui um parquinho e um academia ao ar livre por meio de emenda para o local, mas que nunca foi feita manutenção, colocando em risco a segurança das crianças”, detalhou.

O vereador Edirlei Junio Reis (PSDB), o professor Edirlei destacou a intensificação do policiamento na região da Casa Branca, Caxangá e Saúde. “Estive aqui na Tribuna falando dos problemas. Isso com certeza está inibindo a ação dos marginais naquela região”, afirmou.

Ele também elogiou o trabalho da Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos e aproveitou para reforçar o pedido de iluminação na Casa Branca.

O vereador Fábio Diniz (PTB) agradeceu sindicalistas e todas as pessoas envolvidas no transporte para que o governador João Doria (PSDB) priorizasse a vacinação contra o novo coronavírus para motoristas e cobradores. “Meu coração se alegrou”, disse. Ele também disse que se reunirá com o prefeito Rodrigo Ashiuchi (PL) e o secretário de Saúde, Pedro Ishi. “Teremos menos motoristas e cobradores se contaminando. A vacina está chegando com força em nossa cidade.”

O vereador Márcio Alexandre de Souza (PL), o Márcio Malt, solicitou em seu discurso que o prefeito inclua entre os grupos prioritários da vacinação as pessoas com deficiência física. “Sabemos que muitos têm saúde fragilizada, alguns têm comorbidades”, justificou. Ele também criticou os gastos com publicidade por parte da Prefeitura, que são maiores que com as secretarias de Meio Ambiente e de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego. “Publicidade é mais importante que a água que vocês bebem e o ar que respiram”, questionou ele, que disse ser necessário rever algumas coisas no orçamento de 2022.

O parlamentar Artur Takayama (PL)reafirmou em seu discurso na Tribuna que está vereador para exercer seu papel com “muita honra e afinco”. Já o vereador José Oliveira de Lima (PDT), o Zé Oliveira, fez uma reflexão sobre a atual situação do país. “Não consigo enxergar hoje um Brasil melhor que de anos atrás”, disse ele, citando como exemplo a alta de preços de materiais de construção, de alimentos e de combustível, além do corte de benefícios à população mais vulnerável. “Acho necessário a gente fazer uma reflexão, porque as coisas não estão fáceis. Precisamos ter uma iniciativa do governo voltada para a população brasileira sobreviver melhor.”