Conselho da Mulher abre canal para acolher demandas das suzanenses

0
15

Munícipes poderão apresentar ideias para programas e iniciativas estratégicas

O Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres (CMDM) de Suzano disponibiliza um formulário inédito voltado às demandas e anseios da população feminina do município. O questionário “De Portas Abertas” está disponível na página principal do site oficial da Prefeitura de Suzano (www.suzano.sp.gov.br), por meio do link http://bit.ly/CMDMPortasAbertas. A ferramenta tem o principal objetivo de estreitar laços com as suzanenses, conhecendo melhor o perfil das mulheres da cidade.

A iniciativa partiu do consenso entre as conselheiras sobre a necessidade de um canal oficial ao qual as mulheres possam recorrer para apresentar ideias e contribuir com a construção de novas estratégias, a fim de atender às demandas deste segmento populacional. A participação é livre e gratuita, sendo um instrumento democrático de vínculo ao poder público.

De acordo com a presidente do CMDM, a advogada e diretora no Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe) Sandra Lopes Nogueira, a ferramenta será uma grande aliada do trabalho do conselho municipal, sendo um meio oficial de interlocução. “Percebemos essa necessidade de contato com as mulheres, sendo que muitas vezes as demandas chegam às conselheiras de maneira extraoficial. Com esse registro no formulário, será possível acolher dados e ideias para que cada vez mais possamos avançar nessa questão de amparo às mulheres suzanenses”, disse.

A presidente explicou que todas as respostas ao questionário “De Portas Abertas” serão analisadas, a fim de identificar as principais demandas deste segmento populacional. “As informações recolhidas no formulário serão riquíssimas, pois a partir disso será possível traçar estratégias, programas e políticas públicas, tudo de maneira oficial e documentada”, disse.

Para tanto, Sandra reforça a importância da participação de todas. “Contamos com as parceiras líderes de bairros, conselheiras, representantes de entidades de classe e as dezenas de Promotoras Legais Populares que devem nos auxiliar incentivando a adesão ao formulário. Tenho certeza de que isso irá fortalecer ainda mais o vínculo com as mulheres da cidade e trazer resultados positivos”, finalizou.

Já o secretário municipal de Governo, Alex Santos, lembrou do protagonismo do órgão como agente de transformação social. “O Conselho dos Direitos das Mulheres, em apenas um mês de trabalho, já tem demonstrado força e muita vontade de fazer diferente. Mesmo em meio à pandemia, as conselheiras têm se reinventado para seguir com as atividades em prol das mulheres de nossa cidade”, elogiou.

Crédito das fotos: Maurício Sordilli/Secop Suzano