Prefeito de Suzano busca liberação de recursos para acelerar obras do Hospital Regional

0
88

Encontro foi com o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Moreira da Cruz; obras chegaram a 20% de sua conclusão 

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, foi a Brasília nesta terça-feira (27/04) para se reunir com o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Moreira da Cruz. O encontro teve como pauta central a entrega do Hospital Regional, que está sendo construído no cruzamento da rua Sete de Setembro com a avenida Senador Roberto Simonsen, no bairro Cidade Cruzeiro do Sul. A audiência contou com a participação do deputado federal Marcio Alvino.

Na oportunidade, o chefe do Executivo suzanense solicitou liberação de recursos por parte do governo federal para acelerar a construção da unidade hospitalar. Até o momento, já foram investidos R$ 3.423.744,80, de um total licitado de R$ 28.832.078,54. Quando a primeira fase for finalizada, o Hospital Regional irá dispor do serviço de pronto-socorro.

De acordo com o representante do Ministério da Saúde, com a solicitação recebida, o governo federal dará prosseguimento à liberação dos recursos, priorizando Suzano. Com isso, a expectativa é que os trabalhos sejam acelerados e a entrega do equipamento ocorra nos próximos anos.  

Com as obras em andamento, o prédio vem tomando forma. Neste momento, são executados trabalhos na superestrutura, o que significa que foi alcançada 20% de sua conclusão. Agora, a prefeitura tem a previsão de que a construção de pilares, vigas e lajes seja finalizada ainda neste semestre e de que no fim do ano esteja em fase de término a edificação dos três blocos de estrutura. 

“Em 2017, quando assumi a gestão da prefeitura, descobri que havia sido perdida a verba para construção do hospital. Ao lado dos deputados André do Prado e Marcio Alvino, fomos a Brasília e conquistamos a liberação dos recursos que garantiam a 1ª etapa da obra do Hospital Regional. Desde então, houve um período de tramitação documental por parte do Ministério da Saúde e autorização da Caixa Econômica Federal para o início das obras. Em seguida, houve o início efetivo da construção”, lembrou Ashiuchi.

A unidade terá 8,5 mil metros quadrados de área construída e, desde 2018, já passou por análise de solo por parte da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), serviço de limpeza, topografia, implantação do canteiro de obras, terraplanagem, nivelamento do platô e o estaqueamento com 463 estacas cravadas de 16 metros de profundidade, visando dar base de sustentação. Esta última etapa, também conhecida como fundação, foi a mais complexa e demorada.

“A construção do Hospital Regional representa não só a expansão dos serviços de Saúde da cidade, mas também a preocupação deste governo em garantir os direitos e a dignidade do suzanense. A primeira fase compreende a construção de todo o pronto-socorro e, durante esse período, vamos nos empenhar em buscar parcerias com os governos federal e estadual para o custeio desse grande hospital de característica regional para que atenda não só a população da cidade, mas também das cidades vizinhas”, garantiu o prefeito.

Segundo Alvino, a reunião foi produtiva e o secretário-executivo, já com o pedido em mãos, vai agilizar o processo de liberação de recursos. “Hoje viemos pedir apoio do Ministério da Saúde para a entrega desta importante obra para Suzano. O prefeito Rodrigo (Ashiuchi) tem feito a parte dele e tenho certeza que, tão logo, a cidade vai ganhar um hospital regional”, declarou.

Secretaria Nacional de Habitação

Ainda em Brasília, Ashiuchi esteve no Ministério do Desenvolvimento Regional, em reunião com o secretário nacional de Habitação, Alfredo Eduardo dos Santos, para buscar uma solução para o empreendimento Residencial Suzano II, que conta com 600 apartamentos divididos em dois blocos.

A obra, localizada no Jardim Europa, é de responsabilidade da construtora, do agente financeiro Banco do Brasil e do governo federal. Contudo, a administração municipal exerce seu papel como articuladora entre as partes, buscando garantir a conclusão das obras e, consequentemente, a entrega das unidades aos beneficiários sorteados.

“É importante destacar que a Prefeitura de Suzano cumpriu com seu dever ao promover o sorteio das unidades, bem como formalizar a entrega dos documentos providenciados pelos beneficiários. Mesmo assim, também buscamos a solução junto aos moradores e, por isso, temos feito encontros com o banco e com a empresa responsável pela obra para que o conjunto seja entregue o quanto antes. Agradeço o apoio do secretário nacional de Habitação e do deputado federal Marcio Alvino”, disse o prefeito.

Conforme explicou Santos, até a próxima segunda-feira (03/05) promoverá, ao lado de sua equipe, um encontro com todos os envolvidos – construtora, agente financiador e governo federal – para buscar a resolução do problema e, assim, realizar a entrega dos apartamentos.

 

Crédito das fotos: Divulgação/Secop Suzano