Mulher que pulou do 1º andar de prédio para não ser estuprada volta a andar

0
91

A cabeleireira Juliane Lacerda, de 36 anos, voltou a andar depois de sofrer uma lesão na medula ao pular do primeiro andar de um prédio para fugir de uma tentativa de estupro em Goiânia. Após a queda, ela passou por duas cirurgias e perdeu os movimentos da cintura para baixo.

Os primeiros passos vieram depois de quase três meses de fisioterapia intensa. “O que parecia impossível para mim e para muitos, se tornou realidade. Ficava imaginando esse momento tão distante na minha vida, mas sempre com fé que chegaria, e Deus sempre me surpreendendo, me mostrando que está do meu ladinho a todo o tempo, menos de três meses depois de uma lesão medular, estou aqui de pé”, disse a cabeleireira.