Em reunião na Câmara, vereadores questionam secretários de Educação e de Assistência Social sobre ações no período da pandemia

0
12
Em reunião na Câmara, vereadores questionam secretários de Educação e de Assistência Social sobre ações no período da pandemia

Em reunião realizada no Plenário da Câmara de Suzano na tarde de hoje (4), os vereadores questionaram os secretários de Educação, Leandro Bassini, e de Assistência e Desenvolvimento Social, Geraldo Garippo, sobre ações realizadas pelas pastas no período da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Os parlamentares cobraram mais transparência das atividades destas duas pastas. Entre os pedidos, os vereadores solicitaram a relação de beneficiados pelas entregas de cestas básicas e também a quantidade de alunos que estão conseguindo acompanhar as aulas virtuais. A preocupação da Câmara de Suzano é garantir que a população, em uma maior proporção, consiga os benefícios sociais do Executivo e amenizar os danos na Educação.

O encontro foi conduzido pelo presidente da Casa de Leis, Leandro Alves de Faria (PL), o Leandrinho, e contou com as presenças dos parlamentares Antonio Marcos de Abreu (PSC), o Pacola; Antonio Rafael Morgado (PDT), o professor Toninho Morgado; Artur Takayama (PL); Denis Claudio da Silva (DEM), o filho do Pedrinho do Mercado; Edirlei Junio Reis (PSDB), o professor Edirlei; Givaldo Freitas dos Santos (PL), o Baiano da Saúde; José Oliveira Lima (PDT), o Zé Oliveira; Lazario Nazaré Pedro (Republicanos), o Lázaro de Jesus; Márcio Alexandre de Souza (PL), o Márcio Malt; Marcos Antonio dos Santos (PTB), o Maizena; Max Eleno Benedito (PODE), o Max do Futebol; Nelson dos Santos (PL), o Nelson do Fadul; e Rogerio Castilho (PSB).

O secretário de Educação fez uma breve explanação sobre o trabalho que vem sendo realizado com as diferentes faixas etárias de estudantes da rede municipal, com a disponibilização de materiais impressos e online, e informou que existe a possibilidade de retorno paulatino às aulas a partir do mês de junho, o que depende da ampliação dos grupos de vacinação dos professores e outros funcionários das escolas. “Sabemos que a presença do professor é fundamental. Estamos defendendo que a maioria esteja vacinada antes do retorno das aulas”, disse ele, explicando que os docentes precisam de um contato muito próximo com as crianças e por um tempo de quatro a cinco horas.

Os vereadores fizeram perguntas sobre o acesso à aulas remotas, cronograma de manutenção das escolas e fornecimento de kit de alimentação escolar aos estudantes da rede.

O secretário de Assistência e Desenvolvimento Social também fez uma explanação sobre os serviços oferecidos por sua pasta no município, em equipamentos próprios e conveniados, e destacou que existe uma grande demanda devido à crise econômica. “A pandemia trouxe um novo desafio para a assistência, pois uma grande parcela da população passou a ser dependente dos serviços públicos. Minha secretaria tem obrigação de dar respostas para essa população, mas é desafio para sociedade como um todo, para que possamos sair desse ciclo que infelizmente entramos”, disse.

Os vereadores questionaram o secretário sobre a quantidade e a forma de distribuição de cestas básicas à população, a possibilidade de implementação de um auxílio emergencial municipal, taxas cobradas pelo auxílio funerário e a instalação de uma unidade do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) no Miguel Badra.