Duas pessoas foram presas após a agressão do presidente francês

Nesta terça-feira (8), o presidente  Emmanuel Macron foi agredido por um manifestante durante uma visita a uma escola em Drôme, no sul da França.

No local da visita, o presidente francês decidiu ir até um grupo que o esperava do lado de fora da unidade de ensino e acabou levando um tapa na cara de um homem.

Agentes de segurança intervieram na situação e tiraram Macron do lugar. O homem foi detido e uma segunda pessoa também foi levada para um delegacia para averiguação do caso.

Além da escola, Macron percorreu o comércio da cidade, próxima de Lyon, e conversou com comerciantes sobre as medidas sanitárias para conter a pandemia da Covid-19.

Deixe uma resposta