Governo de São Paulo anuncia nova unidade do Bom Prato em Jacareí

1
393
Governo de São Paulo anuncia nova unidade do Bom Prato em Jacareí
  • https://www.viassd.com/power-banks?product_id=366472

Restaurante popular irá oferecer cerca de 1500 refeições por dia, entre café da manhã e almoço, por apenas R$ 1

Nesta sexta-feira (18), o Governo do Estado de São Paulo anunciou a ampliação do programa Bom Prato no Vale do Paraíba, com uma nova unidade em Jacareí, que servirá cerca de 1200 almoços e 300 cafés da manhã por dia. O evento, que aconteceu no município de Taubaté, contou com a participação do Governador de São Paulo, João Doria, da Secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Célia Parnes, além de outros Secretários Estaduais e autoridades locais. Eles assinaram a autorização para a instalação de um equipamento do Bom Prato no município com investimento estadual de R$ 1 milhão.

Com a autorização, a Prefeitura de Jacareí terá que escolher uma área da cidade, de 600 a 700 m², para sediar o restaurante. O local passará por uma análise técnica da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, que fará as adaptações e reformas necessárias, e comprará todos os equipamentos e mobiliários do restaurante.

Administração e Recursos

Os recursos para gestão do Bom Prato serão subsidiados pelo pagamento dos usuários (R$ 1), e a diferença será dividida por igual entre o Governo do Estado e a Prefeitura. Será escolhida, por meio de licitação, uma Organização Social para fazer a gestão do Bom Prato.

Em Jacareí, os 13 vereadores se dispuseram a contribuir com o custeio do funcionamento do Bom Prato, no primeiro ano, com parte das emendas impositivas que são indicadas pelos parlamentares (R$ 1,2 milhão por ano, aproximadamente).

Sobre o Bom Prato

O programa Bom Prato celebrou 20 anos no último mês de dezembro, totalizando 59 unidades espalhadas em todo território paulista, com o objetivo de oferecer para a população de baixa renda refeições saudáveis e de alta qualidade. A nova unidade de Jacareí irá oferecer 1200 almoços e 300 cafés da manhã por dia à população em situação de vulnerabilidade social.

A alimentação, que custa apenas R$ 1, é balanceada com 1200 calorias, composta, no almoço, por arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa (geralmente uma fruta da época).

  • https://www.viassd.com/smartphones?product_id=366281

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta