Apple é investigada por vender informações de “conversas gravadas” pela Siri

0
130

A Siri, assistente de voz da Apple, tornou-se motivo de um processo movido na Justiça dos EUA. Segundo os usuários, depois de discussões privadas em que a assistente de voz foi ativada, eles passaram a receber anúncios direcionados relacionados a itens mencionados: um usuário recebeu propagandas do tênis Air Jordan após conversar sobre o produto com um amigo.

O juiz Jeffrey White, da Corte Distrital dos EUA, do Distrito Norte da Califórnia, deu permissão para que os usuários provem que a Siri rotineiramente gravou conversas por meio de uma “ativação acidental”, e de que a Apple vendeu informações dessas conversas para terceiros.

Deixe uma resposta