Destaques nos Jogos Regionais, atletas paralímpicos de Franco da Rocha treinam no parque municipal e aguardam o retorno das grandes competições

0
80

Superação e dedicação são evidenciadas no dia a dia dos atletas paralímpicos de Franco da Rocha, que se empenham a cada treino para retornar às competições, e enfim, realizar o grande sonho de competir nos próximos Jogos Paralímpicos.

O município, que estabeleceu parceria com o Centro de Referência do Esporte Paralímpico de São Paulo, por meio do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), incentiva o exercício físico para pessoas com deficiência, visando descobrir novos atletas e contribuindo com a saúde e qualidade de vida de cada um, como é o caso do nadadores Kevin Melo de Jesus e Osvaldo Buziquia.

Nascido e criado no bairro Jardim Cruzeiro, o atleta de 17 anos, Kevin Melo, iniciou sua carreira na natação por recomendações médicas. Competindo desde 2016 na categoria juvenil S10 (nadadores com limitações físico-motoras, amputação dos dois pés, ou amputação e má formação simples de uma mão) inclui em sua intensa rotina aulas de pilates e musculação, para o melhor desempenho nas piscinas.

Enquanto o nadador juvenil aguarda o retorno das atividades aquáticas no Centro de Treinamento Paraolímpico Brasileiro (CTP), para recuperar o tempo perdido devido à pandemia da Covid-19, ele também treina no parque municipal Benedito Bueno de Morais. Para Kevin, os treinamentos são essenciais para readquirir o condicionamento físico para as próximas competições de nível nacional. O jovem atleta, sonha um dia disputar, grandes campeonatos, como o nadador paralímpico do Brasil, Phelipe Rodrigues, sua maior inspiração no mundo do esporte.

“Meu sonho é chegar no nível do Phelipe. É com essa intenção que chego aos treinos aqui em Franco da Rocha e no CPB. Se eu pudesse falar para alguém iniciar um determinado esporte, eu diria natação. A natação vai além de só pular em uma piscina, ela faz bem para a saúde de qualquer pessoa. Tenho orgulho de pertencer a esse esporte”, comentou.

Além do jovem nadador, Franco da Rocha conta também com o maior medalhista nos Jogos Regionais. No auge dos seus 56 anos, o morador do bairro Vila Bela, Osvaldo Buziquia, já conquistou dez medalhas em jogos pela categoria S9 (atletas com lesão medular na altura de S1-2, ou pólio com uma perna não funcional, ou amputação simples acima do joelho, ou amputação abaixo do cotovelo).

Nas piscinas desde 2015, Osvaldo exalta a importância da natação em sua vida, mesmo após a chegada da pandemia. “De início, a natação era só um hobby para mim. Conquistava as medalhas nas competições sem querer. Era sempre um orgulho poder trazer mais medalhas para a cidade, mas o mais importante era a minha saúde. A natação me ajuda com as dores que sinto devido a prótese, alivia as pressões da coluna, ela é fundamental pra mim”, desabafou o nadador.

Os Jogos Regionais estão suspensos desde o ano passado em razão da pandemia da Covid-19. Até o momento, não há data para o retorno das competições.

A treinadora, Débora Bezerra, acompanha os atletas há três anos, e se orgulha de cada evolução conquistada pelos seus nadadores. “O crescimento dos dois é algo surpreendente. Mesmo com alguns meses sem o treinamento ideal, eles voltaram com tudo, e a expectativa de novas medalhas é grande. Estamos ansiosos”, afirmou Débora.

Texto: Bianca Monteiro – Foto: Orlando Júnior

Deixe uma resposta