Nova gestão do Conselho de Segurança Alimentar toma posse

0
33

Órgão é responsável por atuar junto à prefeitura para fortalecer as ações de combate à fome em Suzano 

A Prefeitura de Suzano, por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, realizou na manhã desta segunda-feira (04/10) a posse da nova gestão do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Comsea), que agora tem à frente a gestora da Associação de Assistência à Mulher ao Adolescente e a Criança Esperança (Aamae), Silvia Rangel.

A cerimônia contou com a presença do prefeito Rodrigo Ashiuchi e de representantes de seis entidades sociais e das pastas de Educação, de Assistência e Desenvolvimento Social, de Saúde e de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego. Com isso, os doze membros do conselho já assumiram seus mandatos de dois anos. A equipe é composta por seis autoridades públicas e seis representantes da sociedade civil.

Também estiveram presentes o titular da Assistência Social suzanense, Geraldo Garippo, o diretor de Agricultura, Minoru Harada, e o diretor do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Reinaldo Katsumata. O Comsea foi criado em 2005, por meio da Lei municipal 3.998, como um órgão consultivo, deliberativo, normativo, fiscalizador e avaliador das políticas públicas da cidade. Ele tem por objetivo servir de ponte entre a administração municipal e a população para a construção de novas ações na área de segurança alimentar e nutricional. A primeira reunião está prevista para o dia 5 de novembro.

Garippo destacou a importância do conselho para fortalecer os trabalhos que já vêm sendo realizados na cidade. Segundo ele, a expectativa da nova gestão é investir na educação alimentar pelas comunidades e ampliar as arrecadações e o alcance do Banco de Alimentos. “O órgão tem uma premissa extremamente importante de propor e estimular novas abordagens junto às secretarias do município, para que possamos garantir o acesso e o direito de todos à uma alimentação de qualidade, o que é mais importante que nunca neste período de pandemia da Covid-19, onde tantas famílias foram impactadas pela crise e entraram em uma faixa de vulnerabilidade social”, explicou.

Desde abril deste ano, a campanha Suzano Contra a Fome já arrecadou mais de cem toneladas de alimentos e segue atuando de forma constante para levar comida a quem mais precisa. Por meio da iniciativa, mais de 20 mil famílias já foram contempladas, seja por meio da entrega de cestas básicas a pessoas em situação de vulnerabilidade social cadastradas junto à prefeitura, ou graças ao alcance das mais de cem entidades parceiras.

A campanha conta com o apoio de diversos setores da administração municipal, de empresas locais, entidades filantrópicas e de doações da própria população, de modo a unir esforços no combate à fome e ampliar as medidas de auxílio alimentar.

Em sua fala, o chefe do Executivo destacou o papel essencial dos conselhos municipais, que estreitam os diálogos entre o poder público e a população, o que otimiza a atuação da prefeitura em prol das pessoas em situação de insegurança alimentar. “Temos intensificado nossas ações pela cidade e, com o apoio do Comsea, acredito que alcançaremos ainda mais famílias. Seguimos trabalhando para construir uma Suzano melhor para todos e livre da fome”, concluiu.

Crédito das fotos: Irineu Junior/Secop Suzano

 

Deixe uma resposta