O site www.alloha.com.br e o Aplicativo já estão em atualização

A eB Capital, gestora de Private Equity que tem como sócios Eduardo Sirotsky Melzer, Luciana Antonini Ribeiro e Pedro Parente, anuncia duas movimentações que reforçam seu crescimento e processo de consolidação no mercado de fibra ótica: a contratação de um novo CEO, Alexandre Moshe, e a mudança de marca, de eB Fibra para Alloha Fibra.

Alexandre Moshe, que esteve à frente da Decolar.com por três anos e acumula passagens por empresas como Livelo, Multiplus e Telefonica / Vivo, vai se concentrar na integração das redes de fibra ótica e de banda larga e no crescimento orgânico da companhia, de acordo com o modelo de investimento da eB Capital, que preza o retorno financeiro atrelado ao propósito e ao desenvolvimento social e ambiental. Pedro Parente, sócio da eB Capital e presidente do Conselho da Alloha, ressalta o novo momento da empresa e a expertise de Alexandre Moshe para avançar com a integração das aquisições e o crescimento da empresa, além do seu relevante networking.

“A penetração da internet rápida ainda é baixa no País e a maior parte da tecnologia das grandes empresas de telecomunicação ainda é o cobre. Temos a fibra, que é a melhor forma de transmissão de dados e queremos levar nossa rede para locais em que há uma ineficiência de banda larga e, principalmente, torná-la acessível a todas as camadas sociais de brasileiros”, afirma Parente.

Para Alexandre, conectar pessoas por meio de serviços relevantes para a população é algo que o inspira e o motiva para liderar a Alloha Fibra. “A eB Capital tem como proposta ajudar a transformar setores com grandes lacunas de infraestrutura e, no caso da Fibra, tem a missão de levar internet de qualidade para regiões remotas do Brasil, não só por inclusão digital, mas sim por inclusão social. A fibra leva mais do que internet. Leva informação, educação, entretenimento, a possibilidade de se conectar à economia e fazer negócios. Sem ela, as pessoas ficam isoladas e à margem da sociedade”, conclui.

A Alloha Fibra, que teve o início de sua operação em 2018 sob o nome eB Fibra, passa a ser, segundo dados da Teleco, a maior empresa independente de fibra ótica do País. A companhia dispõe atualmente de um total de R﹩ 2 bilhões investidos e tem como objetivo atingir receita de R﹩ 1 bilhão de reais e mais de 1 milhão de usuários até o final deste ano.

O número de cidades atendidas pela Alloha Fibra, que começou com 25, no Rio de Janeiro, já se estende a mais de 200, exceto na região Norte, onde a empresa também prevê investir. Somadas, as sete provedoras de banda larga contempladas na holding – Sumicity (RJ), Mob Telecom (CE), Vip Telecom (SP), Wirelink (CE), Univox (MG), Click Telecom (MG) e Ligue Telecom (PR) – totalizam 104 mil quilômetros de fibra ótica e mais de 850 mil assinantes.

Nova marca Alloha Fibra transmite saudação e conectividade

Segundo a eB Capital, a nova marca Alloha Fibra (palavra havaiana pertencente à língua polinésia) foi escolhida por significar saudação e comunicar conectividade, amor, paz, compaixão, além de ser um nome fácil de memorizar. As empresas que fazem parte da holding manterão sua independência e atuação regional, bem como suas marcas originais.

A Alloha Fibra quer reforçar ainda mais o propósito de atuar nacionalmente levando para cidades pequenas e médias conexão de alta qualidade e acessibilidade onde não havia, junto de um crescimento acelerado e conhecimento dos clientes nas pontas por meio das marcas regionais. “A mudança da marca eB Fibra para Alloha Fibra vem em um momento de consolidação da companhia. Adquirimos sete grandes empresas e vamos chegar a 1 milhão de assinantes em todas as regiões do País até o fim do ano, nos consolidando como a maior empresa de fibra ótica do Brasil”, conclui Alexandre Moshe.

Deixe uma resposta