Educação de Suzano se destaca por projetos artísticos

1
83

Ações implementadas por educadores da rede municipal de ensino estimulam o desenvolvimento pedagógico dos alunos

A Secretaria de Educação de Suzano segue investindo na ampliação de atividades artísticas e multidisciplinares para a formação das crianças da rede municipal de ensino. Entre as ações em andamento, duas se destacaram pela mobilização de centenas de alunos em saraus e projetos literários. As iniciativas foram implementadas por educadoras do Jardim Casa Branca e da região do Raffo.

Na última semana, a Escola Municipal (EM) Abrão Salomão Domingues, do Tabamarajoara, promoveu o Sarau da Primavera. Na ocasião, o dia foi dedicado para atividades lúdicas com os professores e as 120 crianças da unidade, com contação de histórias e teatro de fantoches. Esta nova edição do projeto, que é tradição da instituição, foi a primeira a ser realizada de forma presencial desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e seguiu todas as regras sanitárias para garantir a segurança dos presentes. Desde o ano passado, o projeto vinha sendo feito em plataformas virtuais.

Segundo o diretor da instituição, Joaquim de Souza, o sarau é realizado bimestralmente e contribui muito para a formação dos alunos. “Após as atividades, nós ainda demos continuidade a um trabalho de educação ambiental feito junto às crianças. Na ocasião, elas participaram da colheita de alfaces na horta local, além do plantio de novas mudas e sementes de flores, árvores e verduras pela escola. As hortaliças depois são entregues às famílias dos alunos”, explicou.

Já no Jardim Casa Branca, professores de Artes da Escola Municipal (EM) Professora Virginia Ferreira Rafful deram início em setembro ao Projeto De Flor em Flor. Desde então, a iniciativa tem mobilizado aproximadamente 240 estudantes do G4 E G5 para estudar o livro-imagem homônimo, criado por Jonarno Lawson e Sidney Smith. A obra não contém texto e estimula os leitores a criarem suas próprias narrativas por meio da interpretação das ilustrações.

De acordo com a professora Sara Cristina, o livro abre a possibilidade de trabalhar diversas manifestações artísticas com as crianças, que vão desde a reprodução e a releitura das imagens até novas atividades pedagógicas, com a percepção de sons. “O trabalho com os grupos de alunos segue em andamento e está previsto para ser concluído no Dia Nacional do Livro, em 28 de outubro. Com isso, todas estas produções feitas por eles serão transformadas em um livro, que entregaremos a cada um no fim do projeto”, destacou.

O secretário municipal de Educação, Leandro Bassini, parabenizou os servidores municipais pela implementação de iniciativas tão importantes para o desenvolvimento dos alunos suzanenses. Segundo ele, as ações consideram o repertório e a realidade de cada criança para estimular sua criatividade em várias linguagens. “São trabalhos que transitam pela música, teatro e artes visuais para ampliar nossa abordagem pedagógica e impulsionar o desenvolvimento dos pequenos, possibilitando que eles não sejam apenas espectadores, mas interajam com a arte e possam colocar sua imaginação em prática”, concluiu. 

Crédito das fotos: Wanderley Costa/Secop Suzano

 

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta