Campanha de Multivacinação segue até o próximo dia 30

0
42

Público-alvo da mobilização na cidade continuam sendo crianças e adolescentes de até 15 anos

 

A Campanha de Multivacinação foi prorrogada em todo o Estado de São Paulo e seguirá até 30 de novembro (terça-feira) nos postos de saúde. O trabalho tem como público-alvo crianças e adolescentes de até 15 anos de Suzano, sendo que o objetivo é colocar a imunização em dia. A orientação é para que pais e responsáveis levem os menores até a unidade mais próxima, tendo em mãos a caderneta de vacinação e um documento original com foto da criança. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8 às 15 horas.

 

Ao todo, a campanha garante a oferta de 16 tipos de vacinas que protegem contra cerca de 20 doenças como meningite, tuberculose, poliomielite, sarampo e outras. Entre os imunizantes propostos para a atualização estão BCG, Hepatite A e B, Penta (DTP/Hib/Hep B), Pneumocócica 10-Valente, VIP (Vacina Inativada Poliomielite), VRH (Vacina Rotavírus Humano), Meningocócica C (Conjugada), VOP (Vacina Oral Poliomielite), Febre Amarela, Tríplice Viral (Sarampo, Rubéola e Caxumba), Varicela, DTP (Tríplice Bacteriana), HPV Quadrivalente (Papilomavírus Humano), Meningocócica ACWY, DT (dupla adulto) e dTpa, além da vacina contra o novo coronavírus (Covid-19), disponível para o público maior de 12 anos.

 

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Pedro Ishi, a orientação estadual é para que haja uma atenção maior junto aos adolescentes e aos pais de crianças menores de um ano de idade. “Em âmbito estadual, existe essa preocupação com o índice de bebês com a caderneta incompleta. Por isso, os pais devem se atentar e levar a criança ao posto para que um profissional da área possa verificar a caderneta e aplicar todas as vacinas em atraso. No caso dos adolescentes, reforçamos que até os 15 anos precisamos tomar vacinas importantes que vão nos garantir mais saúde e qualidade de vida”, disse.

 

A apresentação do documento e da caderneta de vacinação é indispensável para o atendimento. Porém, em caso de perda da carteirinha, a recomendação é buscar a unidade em que a criança foi imunizada pela última vez para solicitar a segunda via ou consultar a situação.

 

A vacinação contra a Covid-19 em Suzano também continua nos 24 postos de saúde para quem tem mais de 12 anos. No caso de adolescentes que precisam tomar o imunizante e outras vacinas em atraso, não é necessário intercalar as doses, sendo possível recebê-las inclusive no mesmo dia.

 

Em caso de necessidade de intervalo, como para aplicação do imunizante contra a febre amarela, os profissionais identificarão a situação por meio da caderneta e prestarão as devidas orientações.

 

Covid-19

Para tomar a primeira dose contra a Covid-19, é necessário apresentar RG, CPF, comprovante de endereço de Suzano e a filipeta oficial devidamente preenchida com letra legível. A ficha pode ser acessada e impressa no link bit.ly/FichaCovidSuzano. O pré-cadastro no site “Vacina Já” (www.vacinaja.sp.gov.br), do governo do Estado, também é necessário.

 

Já a segunda dose pode ser recebida de acordo com o aprazamento estabelecido no cartão de vacinação. Vale reforçar que, atualmente, o intervalo entre a primeira e a segunda aplicação da CoronaVac é de quatro semanas; da AstraZeneca/Oxford é de oito; e da Pfizer é de três para maiores de 18 anos e de oito para adolescentes entre 12 e 17 anos. São exigidos CPF, documento original com foto e cartão de vacinação.

 

Em relação à dose de reforço, a aplicação é recomendada a pessoas imunossuprimidas que completaram o esquema vacinal há 28 dias ou mais, idosos maiores de 60 anos que receberam a segunda aplicação há seis meses ou mais e profissionais da saúde que também receberam a segunda dose há seis meses ou mais.

 

Neste caso, basta o cidadão comparecer ao posto de saúde mais próximo e apresentar o cartão de vacinação e um documento original com foto. As pessoas imunossuprimidas ainda devem ter relatório médico ou receita de uso contínuo, assim como os profissionais de saúde precisam comprovar vínculo empregatício em equipamentos de saúde.

 

 

Crédito das fotos: Wanderley Costa/Secop Suzano

 

Deixe uma resposta