Suzano e órgão estadual firmam parceria para estudo sobre vulnerabilidade social

0
46

Encontro entre o prefeito Rodrigo Ashiuchi e a diretora técnica da Drads, Patrícia Cesare, buscou estabelecer metas para trabalho pioneiro

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, recebeu nesta quinta-feira (11/11) a diretora técnica Patrícia Cesare dos Santos Oliveira, da Diretoria Regional de Assistência e Desenvolvimento Social (Drads – Grande São Paulo Leste), em seu gabinete. O encontro teve como objetivo firmar parceria entre a administração municipal e o órgão estadual para a elaboração de um trabalho pioneiro de apoio às pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social.

Com a participação do secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Geraldo Garippo, e do especialista em administração pública Robinson Guedes, a reunião teve a premissa de estabelecer metas e objetivos para o andamento dos trabalhos. A expectativa é de que a iniciativa auxilie os gestores municipais e estaduais no monitoramento da vigilância socioassistencial do território a partir de diferentes perfis inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), que é um instrumento de coleta de dados, inclusão social e redistribuição de renda. 

“A Drads realizará relatórios, com apoio da Coordenadoria de Gestão Estratégica (CGE), tendo como ponto de partida os dados de inscrições no CadÚnico. A partir disso, é possível traçar o recorte sobre a população em situação de pobreza com diferentes variantes, considerando, por exemplo, as crianças de zero a quatro anos, pessoas de cinco a 15 anos, idosos maiores de 65 anos, pessoas com deficiência, população indígena, quilombolas, famílias monoparentais femininas, entre outros grupos”, explicou a diretora. 

De acordo com Patrícia, o estudo é um projeto-piloto para a Grande São Paulo Leste, contemplando Suzano e os outros nove municípios do Alto Tietê. A expectativa é de que haja um acompanhamento com atualizações bimestrais. “Fico muito feliz com o trabalho porque surgiu de uma demanda existente. Percebemos essa dificuldade e carência de dados que possam orientar e mensurar os resultados dos avanços nos municípios. Agora teremos esse instrumento que vai ajudar as cidades a enxergar os pontos deficitários para ações cada vez mais assertivas”.  

Para o prefeito e presidente do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), a iniciativa chega em boa hora. “A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) trouxe impactos à área social de modo geral, não é uma problemática isolada. Os dados vão nos garantir uma visão nítida do cenário atual para que possamos juntos aprimorar nossas políticas públicas”. 

Já o secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social reforçou o compromisso da cidade junto ao governo do Estado para um trabalho efetivo em prol das famílias suzanenses, atuando na diminuição das desigualdades e no combate à pobreza. 

“Suzano tem desenvolvido ações importantes especialmente voltadas aos grupos em situação de vulnerabilidade, reunindo diferentes setores da administração pública. Entre os principais trabalhos estão o acolhimento a pessoas em situação de rua, o serviço do Centro Dia do Idoso, o programa ‘Suzano Mais Emprego’ e o ‘Suzano Contra a Fome’, além do fomento aos conselhos municipais e a equipamentos como as cinco unidades de Centro de Referência de Assistência Social (Cras), o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e o Centro de Referência e Apoio à Vítima (Cravi)”, completou Garippo.

  

Crédito das fotos: Mauricio Sordilli/Secop Suzano

Deixe uma resposta