Evento gratuito recebe embalagens vazias de agrotóxicos nesta quinta-feira

0
58
blank

Agricultores de Suzano poderão fazer o descarte regular em posto de coleta na Vila Ipelândia

A Diretoria Municipal de Agricultura promove nesta quinta-feira (18/11) mais uma edição do recebimento itinerante de embalagens vazias e limpas de agrotóxicos. A iniciativa contribui com a comunidade agrícola e presta o serviço de coleta e destinação, de forma gratuita. Os interessados deverão comparecer na Associação Cultural Fukuhaku, localizada no número 21 da estrada Keida Harada, na Vila Ipelândia, entre 8 e 12 horas.

Trata-se de uma ação realizada em parceria com Associação dos Distribuidores de Insumos Agrícolas do Estado de São Paulo (Adiaesp) e com o apoio da Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo, da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS) e da Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento do Estado de São Paulo. 

O principal objetivo é oportunizar os agricultores rurais ao cumprimento da legislação ambiental (lei federal nº 9.974/2000) que dispõe sobre a devolução dos itens em postos de recolhimento autorizados, tendo em vista a preservação do meio ambiente e garantia da saúde suzanense. 

No local, representantes da Adiaesp estarão responsáveis por coletar, identificar, separar e armazenar corretamente os itens. Tudo o que for recolhido será transportado até a central de recebimento da entidade, localizada em Biritiba Mirim. Ao município cabe garantir a infraestrutura necessária e o transporte das embalagens recebidas.

Para o diretor de Agricultura, Minoru Harada, esta edição do evento marca a retomada das atividades após o recesso pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19). “O recebimento itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos é tradicional no município. Tendo em vista a suspensão temporária das atividades e o acúmulo dos itens ao longo deste tempo, a expectativa é que agora a colaboração da comunidade seja alta”, ressalta. 

A devolução de recipientes de agrotóxicos deve ser realizada dentro de um ano após obtenção do produto, e sua ausência pode gerar multa que varia de R$ 159 a R$ 15,9 mil, conforme explica o secretário de Meio Ambiente, André Chiang. “Quando o descarte é realizado de forma indevida, os resíduos remanescentes nas embalagens podem atingir o solo e contaminar o lençol freático, o que torna a água imprópria para o consumo. Isso configura como um crime ambiental passível de penalidades”, informou. 

Chiang ainda ressalta a importância de ações como esta e parabeniza os organizadores. “Muitas pessoas ainda não entendem esse impacto na natureza e o evento também surge com uma vertente educativa para toda a população, com a disponibilidade de palestras e orientações”, finalizou.

Para mais informações, os telefones disponíveis para contato são 4746-1580 ou 4747-3323.

Crédito das fotos: Wanderley Costa/Secop Suzano

Deixe uma resposta