Projeto IPTU Verde é aprovado pela Câmara de Mogi das Cruzes

1
85

De autoria dos parlamentares Bi Gêmeos e Inês Paz a medida prevê incentivo de construções que preservem, protejam e recuperem áreas verdes através de descontos no IPTUSabendo a importância de propor ações para o desenvolvimento de uma cidade sustentável e em harmonia com o meio ambiente, a Câmara de Mogi das Cruzes aprovou em votação na sessão ordinária desta quarta-feira, dia 17 de novembro, o Projeto de Lei 79/2021 de autoria do Vereador Milton Lins da Silva, o Bi Gêmeos (PSD) e a Vereadora Inês Paz (PSOL), que dispõe sobre a criação do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) Verde.A medida trata sobre o incentivo de construções que preservem, protejam e recuperem áreas verdes através de descontos no IPTU, para propriedades que invistam em sistemas de captação com reuso de água de chuva, de energia solar, telhados e/ou paredes verdes, entre outras medidas ecologicamente corretas.Bi Gêmeos explicou como deve funcionar o IPTU Verde em Mogi das Cruzes. “Considerando que atitudes como essas contribuem para a preservação de um ambiente equilibrado para as futuras gerações e com mais qualidade de vida, é que apresentamos esse projeto, que sugere um desconto no pagamento do IPTU para empreendimentos que adotem medidas sustentáveis em suas construções”, explicou.Inês Paz pontuou que o Projeto de Lei denominado IPTU Verde foi aprovado em um momento que o nosso planeta sofre as depredações e devastações para atender o lucro de uma pequena parcela da sociedade. “É necessário fomentar medidas de preservação para proteção e recuperação do meio ambiente. Sustentabilidade é a tendência mundial, e Mogi das Cruzes por possuir uma grande área verde, precisa ser pioneira na região”.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta