• blank
    Clique e leia a Edição 190/21 do Jornal Folha 12 - 10 de Dezembro de 2021

Equipes de segurança recuperaram drogas, dinheiro e armas ilegais

A Guarda Civil Municipal (GCM) realizou patrulhas de rotina durante os últimos dias do ano. Neste final de semana que marcou o início de 2022, membros da Ronda Ostensiva Municipal (Romu), da Ronda Ostensiva Motorizada (Romo), do Canil e da Patrulha Maria da Penha atuaram em várias regiões do município, protegendo os cidadãos nas festas de fim de ano.

No domingo (02/01), uma equipe da Romu estava conduzindo um patrulhamento de rotina por volta das 16 horas nas proximidades do bairro Rincão das Lendas, localizado na zona norte da cidade, quando os oficiais avistaram um indivíduo em atitude suspeita na intersecção da linha férrea com a avenida Vicente Pedroso de Moraes, motivando a ação de abordagem. Ao notar a presença da guarnição, o suspeito iniciou fuga rumo à área de mata, sendo capturado pelos guardas.

Ao revistar o indivíduo, foi constatado que sua mochila continha 52 papelotes de maconha, 101 cápsulas de crack, dez frascos de lança-perfume, 45 papelotes de cocaína e R$ 358 em espécie. Questionado sobre os materiais encontrados em sua bolsa, o infrator confessou que estava realizando o tráfico de entorpecentes na região, motivando sua voz de prisão. Os oficiais conduziram o infrator à Delegacia Central de Polícia, onde foi apresentado ao delegado de plantão que ratificou sua prisão por venda de drogas.

A véspera da virada (31/12) também foi de proteção e serviço dos oficiais, atendendo às denúncias dos munícipes. Na sexta-feira, os agentes da Patrulha Maria da Penha foram solicitados por um munícipe cerca de 14h15, informando que havia visto um indivíduo em atitude suspeita na área central, descrevendo as características físicas do munícipe.

Após receber as orientações, a equipe iniciou uma patrulha baseada nos traços físicos e de vestuário do cidadão. Durante a ronda, os guardas transitavam pela travessa Guaió quando encontraram um indivíduo com as mesmas características, motivando a abordagem. O indivíduo foi revistado pela patrulha, que encontrou uma faca de cozinha escondida por de baixo da camisa em sua cintura.

Quando indagado, o indivíduo disse que saiu do município de Ferraz de Vasconcelos e, de acordo com a própria GCM, confessou que aguardava uma oportunidade para cometer delitos no município de Suzano. A peça foi conduzida à delegacia, onde o delegado da unidade assinou um termo circunstancial de ocorrência por porte de arma. O objetivo deste documento é registrar casos de menor potencial ofensivo que apresentem possíveis consequências ilegítimas ou danosas.

Para a comandante da GCM, Rosemary Caxito, os atendimentos à população são essenciais para o bom funcionamento da segurança municipal, visto que as denúncias previnem situações de risco. “Esta ação da Patrulha Maria da Penha é um exemplo do que uma ação prévia bem executada pode fazer pela nossa cidade. O cidadão não havia cometido um crime grave, mas como ele mesmo afirmou, buscava oportunidade que felizmente foi impedida pelos oficiais contatados. Seguimos com nossa missão de servir e proteger a cidade”, completou.

Crédito das fotos: Divulgação/Secop Suzano

Deixe uma resposta