• blank
    Clique e leia a Edição 190/21 do Jornal Folha 12 - 10 de Dezembro de 2021

Cerca de 11 toneladas de material reciclável apreendido pela Prefeitura de São José dos Campos em 2021 foram enviadas ao longo do ano passado para cooperativas de reciclagem da cidade, gerando renda para cerca de 150 famílias.

Garrafas de vidro e de plástico e latinhas de alumínio somaram a maior parte do total apreendido pelo DFPM (Departamento de Fiscalização de Posturas Muicipais) , vinculado à Secretaria de Proteção ao Cidadão.

Foram bebidas e refrigerantes apreendidos em adegas que estavam funcionando em período de restrição do comércio em razão da pandemia de coronavírus.

A maior apreensão ocorreu em março de 2021. Foram 5,7 toneladas de todo tipo de bebida apreendidas em adega da região sudeste.

A grandeza da operação serviu como inibidor do funcionamento irregular por parte de adegas. A partir do segundo semestre, as apreensões foram menores, já que as adegas voltaram a funcionar desde que cumprindo as normas estabelecidas em lei, que prevê fechamentos às 22h. 

Descarte

Todos os produtos apreendidos pela Fiscalização são catalogados em sistema específico, filmados e fotografados.

Frutas, verduras e legumes são doados para entidades ligadas ao Fundo Social de Solidariedade, que faz a distribuição. Já os alimentos sem prazo de validade ou com procedência duvidosa são destruídos. As bebidas são descartadas de forma ambientalmente correta.

Cooperativas

Os recicláveis apreendidos em 2021 foram doados para o Centro de Triagem da Urbam (Urbanizadora Municipal), com três cooperativas cadastradas, que transformam o material em renda para cerca de 150 famílias cooperadas.

“As doações são muito importantes. Nós reciclamos, as famílias recebem ajuda, garantem o ganha-pão e o meio ambiente agradece” afirmou Elisabete Rocha, presidente das cooperativas Futura e Central.

Deixe uma resposta