• blank
    Clique e leia a Edição 190/21 do Jornal Folha 12 - 10 de Dezembro de 2021

A Prefeitura de Santos investirá R$ 78 milhões em obras de infraestrutura e saneamento em diversas regiões da Cidade, com foco principal na Zona Noroeste e região dos Morros. O recurso é proveniente de um financiamento realizado junto à Caixa Econômica Federal, por meio da linha de crédito dedicada à Infraestrutura e Saneamento, na Modalidade Apoio Financeiro (Finisa).

O financiamento foi aprovado pela Câmara Municipal de Santos em sessão realizada em setembro do ano passado, por meio da Lei 3.904, publicada nas páginas 17 e 18 da edição do dia 28 de setembro do Diário Oficial de Santos. Além da Zona Noroeste e Morros, parte do recurso também será destinada à Zona da Orla e Intermediária, Área Continental, região Central Histórica e aos cemitérios municipais.

A Secretaria de Serviços Públicos (Seserp) receberá R$ 35 milhões para obras de pavimentação, drenagem, estabilização de encostas, reurbanização de escadarias dos morros, entre outras melhorias. Os outros R$ 43 milhões serão utilizados pela Secretaria de Infraestrutura e Edificações em obras maiores de contenção e drenagem, além de outras intervenções.

O anúncio do financiamento foi realizado na manhã desta quinta-feira (13), no Sesi Santos (Chico de Paula), na presença de lideranças de bairro, membros da Câmara Municipal, autoridades da Prefeitura e da Caixa Econômica Federal.

Durante a cerimônia, o ouvidor Rivaldo Santos explicou que os recursos permitirão mais agilidade na execução das obras. “São intervenções que demandam uma rapidez maior, pois são para resolução de problemas sérios, que colocam as pessoas em risco. Com o financiamento, conseguimos garantir a segurança dos moradores desses locais”.

O prefeito Rogério Santos relembrou os deslizamentos ocorridos nos morros em março de 2020 e destacou o trabalho realizado em Santos desde então. “Nós estamos trabalhando para que isso não aconteça mais. Foram dois anos na construção desta pauta, que vem se concretizando nas diversas obras de contenção e que, por meio dessa parceria com a Caixa, poderá avançar ainda mais”.

“Esse financiamento é uma grande conquista, porque é algo no qual a gente vem trabalhando há um bom tempo. Nós levantamos os pontos em que precisávamos intervir com maior urgência, inclusive algumas obras já foram até licitadas e deverão iniciar ainda neste ano. É um avanço na melhoria e na segurança dessas áreas”, finalizou a secretária da Siedi, Larissa Cordeiro.

Deixe uma resposta