A Polícia Militar prendeu Miqueias da Silva Santana, de 30 anos, na terça-feira (18), acusado de matar a filha, a mulher e a sogra com golpes de pá e enxada na cabeça, em Campinas (SP). De acordo com a PM, após cometer o crime, ele ligou para o 190 e relatou que “fez besteira”. As informações são do G1.

Em depoimento à Polícia Civil, Miqueias afirmou que decidiu matar a filha Manuella Bernardes Santana, de 3 anos, para que ela não ficasse sozinha. “Na mente dele, ele entendeu que seria a melhor solução, conforme declarações, porque ela [a filha] ficaria sem mãe, avó e o pai, porque o pai ficaria preso”, contou ao G1 o delegado Mateus Rocha, da 2ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).

Ainda conforme o delegado, o homem contou que há cerca de três meses passou a discutir com mais frequência com a mulher Claudia Bernardes Santos, de 34 anos. Miqueias disse ainda que decidiu matar a sogra, Creuza Aparecida Bernardes, de 71, porque ela interferia na relação e defendia a filha.

“Estava bastante tranquilo, aparentemente tranquilo, e falou tudo espontaneamente. A princípio houve um histórico de discussões, mas nada além disso, não há notícias de agressões anteriores. Mas, houve um desentendimento há cerca de três meses, segundo ele a convivência entre os dois piorou e começaram a discutir mais”, explicou Rocha.

O motivo da discussão não foi confirmado. Uma vizinha da família disse ao G1 que a mulher queria a separação.

  • Clique e Leia

Deixe uma resposta