O plano era oferecer uma plataforma de podcasts com taxas menores do que as cobradas pelas big techs em que os programas são hospedados

Os Estúdios Flow, empresa do apresentador Monark, que defendeu o direito de existir um partido nazista, planejavam lançar este ano uma plataforma de monetização para oferecer aos criadores de conteúdo taxas abaixo do que são cobradas pelas big techs que hospedam podcasts em vídeo, como o Facebook, o YouTube e o Twitch.

Em linhas gerais, a tecnologia seria semelhante à plataforma que é usada pelos 14 programas que o estúdio produz atualmente. Embora sejam transmitidos no YouTube, os podcasts contam com um sistema externo em que seguidores podem pagar para fazer perguntas e adquirir itens colecionáveis (os NFTs).

A nova plataforma ofereceria esse tipo de interface para os criadores de conteúdo e um sistema de membership próprio para cada um deles, entre outras funcionalidades. As movimentações financeiras seriam feitas com uma moeda digital exclusiva da plataforma, e os Estúdios Flow ficariam com uma porcentagem das transações.

Isso, claro, antes de Monark falar o que falou, os patrocinadores cancelarem os anúncios e os entrevistados pedirem para suas participações serem apagadas.

  • Clique e Leia

Deixe uma resposta