Menina levou socos e pontapés de uma colega; um grupo de alunos filmou as agressões e as imagens ganharam as redes

Uma menina de 11 anos foi agredida na escola por colegas na cidade portuguesa Entrocamento, que fica no distrito de Santarém. A agressão aconteceu na sexta-feira passada e foi filmada por alunos. 

As imagens, que mostram a menina levando socos e pontapés, foram divulgadas por todo o país e expõe mais um caso de xenofobia. Segundo a mãe da criança, Antônia Melo, a escola não deu qualquer apoio à família. “Deixei o Brasil por causa da violência e não esperava, nem eu nem a minha filha, vir a passar por uma situação destas”, declarou, segundo a publicação portuguesa ‘Jornal de Notícias’.

Formada em Recursos Humanos, Antônia é natural de Ipueras, Ceará, mas morava em São Gonçalo, Rio de Janeiro, antes de se mudar com a família para Portugal, em 2018.

Em entrevista ao ‘Portugal Giro’, a menina disse que as agressões aconteciam “praticamente todos os dias”, mas que está bem e tem medo de voltar à escola. A família está analisando a possibilidade de mudar de cidade.

Em 2021, outro caso de xenofobia aconteceu em Portugal, quando pichações com insultos racistas foram feitas nos muros da Universidade Católica Portuguesa. As marcações diziam “Europa branca” e direcionadas aos imigrantes brasileiros “voltem para as favelas”. Caso parecido também aconteceu em 2019, na Universidade do Porto.

Os atos contra estrangeiros, no entanto, não se limitam a instituições de ensino. Em dezembro, sete militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) foram acusados de humilhar, fazer insultos racistas e xenofóbicos e até torturar vários imigrantes de Bangladesh, Nepal e Paquistão, após a divulgação de vídeos pela rede CNN Portugal.

  • Clique e Leia

Deixe uma resposta