Programa ‘Cola aí na Live’ apresentou atividades desenvolvidas sobre o assunto

A Secretaria Municipal de Educação recebeu na última quinta-feira (24/03) alunos e profissionais da Escola Municipal Professora Therezinha Pereira Lima Muzzel para a edição mensal do programa “Cola aí na Live”, transmitido por meio do canal do YouTube “TV Prefeitura de Suzano” (bit.ly/TVPrefSuz) e pela rede social oficial da administração municipal (www.facebook.com/prefsuzano). O tema do encontro foi a Cultura de Paz e as atividades promovidas pela escola sobre esse assunto.

Na oportunidade, a live contou com a participação do chefe da pasta, Leandro Bassini; da coordenadora da unidade escolar, Beatriz Oliveira; do professor Ronaldo Oliveira; e das alunas do 5º ano, Emanuelly Vitória e Melissa Marques. O grupo debateu o tema “Cultura de Paz” junto ao público online, contando com profissionais da Educação, pais e alunos.

“É muito importante abordarmos a Cultura Paz, especialmente em um período como este, em meio à guerra entre Rússia e Ucrânia. Mas vivenciamos, aqui pertinho, outros conflitos, seja na escola ou em casa. Pensando nisso, a escola Therezinha Muzzel promoveu uma série de trabalhos junto aos alunos, levando à reflexão sobre esses conflitos e sobre como podemos contribuir para uma sociedade melhor”, explicou Bassini. 

O chefe da pasta lembrou ainda que o mês de março será sempre marcante para a Educação suzanense, especialmente tratando-se do tema Cultura de Paz. “Há três anos, no dia 13 de março, ocorreu a tragédia na escola estadual Professor Raul Brasil, motivada por muitas coisas, inclusive pelo bullying, pela falta de empatia e compreensão do outro. Então, precisamos continuar trabalhando pelo diálogo entre as pessoas e para um mundo melhor”, disse.     

Durante a live, a coordenação da escola exibiu vídeos sobre as atividades desenvolvidas na unidade, contando com diversas formas de expressão. Dentro da temática, os docentes puderam trabalhar a alfabetização, com a elaboração de canções e danças sobre o tema, por exemplo.  

“Abordamos a Cultura de Paz durante todo o ano, não só em março. Os professores têm isso como uma prática, é sempre muito interessante. O professor Ronaldo está com os pequenos do primeiro ano e não se restringiu devido à idade das crianças. Ele abordou a guerra, extrapolou os muros e trabalhou a escrita com a apresentação do alfabeto russo. Nesse momento também tivemos escutas interessantes por parte das crianças”, comentou a coordenadora Beatriz Oliveira.

De acordo com o professor, a atividade já tem apresentado resultados. “Conseguimos colher os frutos desse processo porque hoje, quando acontece algum conflito, os alunos conseguem perceber e verbalizar utilizando de todos os subsídios oferecidos nas atividades, buscando alternativas para o estabelecimento da paz”, concluiu Ronaldo Oliveira.   

Crédito das imagens: Marília Campos/Secop Suzano

  • Clique e Leia

Deixe uma resposta