Os coordenadores das escolas da rede municipal de Jundiaí, do programa Escola Inovadora, participaram, nesta terça-feira (29), da formação sobre o uso operacional de equipamentos e tecnologias como incremento da prática pedagógica: tela interativa. A atividade presencial foi promovida no Laboratório de Informática no Centro de Línguas e Tecnologia da Informação.

Durante a formação, Fabiana Gutierre e Waldeban Chaparin, da equipe do Departamento de Línguas e Tecnologia da Informação, orientaram os educadores desde como manusear o equipamento, apresentação do sistema e configurações e os recursos disponíveis. As telas interativas são touch screen e permitem que os professores possam utilizá-las para escrever como em um quadro branco, disponibilizar imagens, vídeos, arquivos, além de acessar a internet e até mesmo espelhar atividades de outros equipamentos móveis como os chromebooks ou tablets.

DESCRIÇÃO DA IMAGEM
Homem desenha em uma tela interativa, onde há três estrelas desenhadas. 
Há pessoas sentadas que estão de costas para a foto, mas de frente para a tela.
Telas interativas é mais uma tecnologia educacional do programa Escola Inovadora

A coordenadora da EMEB Professora Marina de Almeida Rinaldi Carvalho, Roberta Doná, elogiou a nova tecnologia educacional. “Estou admirada e surpresa com o equipamento, que vem ao encontro com o ensino híbrido, que é realidade hoje. Poderemos trabalhar inclusive em conjunto com atividades de desemparedamento. A tela é mais um recurso para promover a interação e conexão da criança com a escola. As aulas ficarão mais dinâmicas, criativas e facilitarão o entendimento e envolvimento dos estudantes”, afirmou.

A formação é promovida para orientar os coordenadores pedagógicos das unidades escolares, enquanto multiplicadores em seu contexto, em relação ao uso dos equipamentos entregues ao longo deste ano. “É mais um momento para tratar sobre as diferentes possibilidades apresentadas pela tela interativa para as práticas de sala de aula. Essa é mais uma entrega que vai proporcionar o ensino híbrido, ou seja, que faz o uso de tecnologias educacionais ao ambiente escolar”, comenta a diretora do Departamento de Centro de Línguas e Tecnologia da Informação, Carolina Gasparotto Bertolo.

DESCRIÇÃO DA IMAGEM
Em uma sala, pessoas estão sentadas e olham atentas para um homem e uma tela que estão à frente da sala.
Coordenadores serão os agentes multiplicadores do uso das telas

Cada escola receberá ao menos uma tela interativa, o quantitativo de equipamentos leva em consideração o número de estudantes e turmas. Os equipamentos estão em fase de entrega nas unidades escolares e começarão a ser utilizados pelos educadores após a conclusão das formações, que, na próxima etapa, irá contar com vivências para que os educadores possam utilizar as telas e sanarem suas dúvidas sobre o tema.

Além das telas interativas, o programa Escola Inovadora, desenvolvido pela Unidade de Gestão de Educação, já fez a entrega de outras tecnologias educacionais como chromebooks, tablets para o uso no Atendimento Educacional Especializado, programa Estudo é Tudo! (que atua com estudantes com defasagem de aprendizagem), robôs para programação robótica para estudantes a partir dos 4 anos, entre outros.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ

  • Clique e Leia

Deixe uma resposta