Após a conclusão na noite de sexta-feira (1º) do prazo final da janela partidária para a mudança por parte dos políticos, o Partido Liberal (PL), do presidente Jair Bolsonaro, se tornou a legenda com a maior composição na Câmara dos Deputados, com 73 parlamentares – antes da janela, eram 42.

Segundo apuração da CNN com líderes partidários, pelo menos 83 deputados entre os 513 da Casa aproveitaram a janela para mudar de partido (veja os nomes). A relação, no entanto, ainda pode mudar, já que o sistema da Câmara ainda contabiliza as últimas alterações.

O Partido dos Trabalhadores (PT), do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, é o segundo maior da Câmara, com 56 integrantes até o momento. O Progressistas (PP) está em terceiro lugar, com 50.

De acordo com o levantamento da CNN baseado nas informações do sistema da Câmara, o segundo partido que mais recebeu filiações foi o Republicanos, com 13. Junto com o PL e o PP, a legenda compõe a base aliada do governo Bolsonaro, e somam 168 dos 513 deputados.

Comandado pelo ex-ministro Gilberto Kassab, o PSD recebeu seis novos deputados, mas perdeu dois, e registrou um crescimento de quatro integrantes na bancada. Entre as siglas que mais perderam espaço, está o União Brasil, fusão entre o DEM e o PSL, que ensaiou ter a maior bancada da Câmara, com 81 parlamentares, e ampliou o fundo eleitoral e o tempo de televisão. Está em quarto na lista, com 47.

Bancada de cada partido

  • PL: 73
  • PT: 56
  • PP: 50
  • União Brasil: 47
  • Republicanos: 45
  • PSD: 43
  • MDB: 35
  • PSDB: 27
  • PSB: 25
  • PDT: 20
  • Bloco PSC/PTB: 17
  • Solidariedade: 11
  • PROS: 9
  • PSOL: 9
  • Podemos: 8
  • NOVO: 8
  • Avante: 8
  • PCdoB: 7
  • Cidadania: 7
  • Patriota: 4
  • PV: 3
  • REDE: 1
  • Clique e Leia

Deixe uma resposta