A gente vai resolver como homem’, disse Marcelo Faleiro, docente de Artes na Escola Estadual Caetano Belloni, no município da Baixada Fluminense; ele foi afastado das atividades e agora é alvo de investigação da Delegacia da Mulher

Um professor de Artes do Rio de Janeiro foi filmado na sala de aula chamando dois estudantes para uma briga durante uma discussão. O docente está sendo investigado por assédio sexual contra pelo menos 12 alunas. A Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) do município investiga o caso.

A discussão teria tido início após alguns dos meninos decidirem tirar satisfação com o educador Marcelo Faleiro depois que ele passou a mão no peito de uma colega. O momento, registrado pelos próprios alunos, está viralizando nas redes sociais. “Eu não sou de mandar aluno para secretaria não. Eu resolvo minhas paradas”, iniciou, indo em direção aos estudantes, que se encontram no fundo da sala.

“Você vai bater em nós então?”, pergunta um jovem. “Eu vou bater? Vou resolver lá fora. Não vou resolver aqui. Entendeu? Você vai tirar sua camisa [apontando para um]. Você vai tirar a sua camisa [falando com o outro] e a gente vai resolver como homem”, avisou.

O caso aconteceu na Escola Estadual Caetano Belloni, no município de São João de Meriti. A primeira denúncia oficializada contra o professor foi de uma menina de 14 anos nesta segunda-feira, 11. “Eu sai pra pegar uma caneta, ele me cercou no corredor e falou que eu era muito bonita, e ficou mordendo a boca. Ontem era aula dele, a gente começou a cantar, do nada parou na minha mesa e passou a mão no meu peito. Ai os meninos começaram a gritar”, disse a estudante em entrevista ao RJ TV, da TV Globo.

  • Clique e Leia

Deixe uma resposta