Com música tocada e cantada ao vivo, espetáculo inspirado em histórias em torno da construção da Usina Hidrelétrica de Ilha Solteira tem sessão única dia 25 de novembro, sexta, de graça

O coletivo teatral Cênica, de São José do Rio Preto (SP), chega a Suzano dia 25 de novembro, sexta, com o espetáculo de rua “Terra abaixo, Rio acima”, em sessão única e gratuita. A apresentação acontece no Teatro Contadores de Mentira, no Parque Maria Helena, às 20h. A peça é itinerante e elenco e plateia caminham juntos por cerca de 200 metros. Depois do espetáculo, haverá roda de conversa entre artistas e público para troca de experiências sobre o trabalho. As atividades são em parceria com o Grupo Contadores de Mentira.

Com repertório musical tocado e cantado ao vivo pelo elenco, a peça é resultado de pesquisas realizadas pelo grupo no Noroeste Paulista, região onde está sediado. Serviram de inspiração casos conhecidos a partir da construção da Usina Hidrelétrica de Ilha Solteira, no Rio Paraná, concluída em 1978, a exemplo da lenda da Velha Barrageira, bem como fatos históricos como a Revolta do Arranca-Capim, encabeçada por camponeses em Santa Fé do Sul na década de 1950.

O protagonista é baseado em Aparecido Galdino Jacintho (1923-2020), o Aparecidão, líder religioso na antiga Rubineia, cidade inundada pelo lago formado em razão da usina. Ele era conhecido por benzer e curar pessoas e animais e foi retratado no documentário “O Profeta das Águas”, de Leopoldo Nunes (1966-2020). A partir de seus estudos para criar o espetáculo, a Cênica bebeu na fonte do gênero realismo mágico, misturou e reinventou eventos e personagens, dando espaço ao imaginário.

Entre 18 e 27 de novembro, sempre de sexta a domingo, o espetáculo irá passar por um total de seis cidades do interior paulista, na seguinte sequência: Paraguaçu Paulista, Bauru, Botucatu, Suzano, Campinas e Santa Gertrudes. A proposta é promover o diálogo com as paisagens das respectivas cidades, sua arquitetura, suas pessoas, suas histórias, muitas vezes, esquecidas, fazendo um convite para o público revisitar a memória dos lugares e, também, a própria, instigando-o a transitar entre diferentes tempos e espaços.

A circulação é viabilizada pelo edital de Circulação de Espetáculos de Teatro do ProAC – Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Governo do Estado de São Paulo.

Trajetória

“Terra abaixo, Rio acima” foi concebido em 2016 a convite do Festival Literário Paulista, em Iguape, que naquele ano homenageou o escritor mineiro de literatura fantástica Murilo Rubião (1916-1991). Desde então, tem circulado por unidades do Sesc São Paulo, além de marcar presença em festivais, com críticas positivas, como o FIT Rio Preto – Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto, Fenata – Festival Nacional de Teatro – Ponta Grossa (PR) e Litoral Encena – Mostra Nacional de Teatro de Bonecos, Circo e Dança de Caraguatatuba. Também passou, em 2019, por nove cidades paulistas pelo Circuito Sesc de Artes e por outros 12 municípios por meio do edital de Circulação de Artes Cênicas para Rua do ProAC.

Sobre a Cênica

Fundada em março de 2007, a Cênica é um coletivo teatral de repertório formado por 25 artistas, com 11 espetáculos já montados, entre os quais “Oi Lá, Inezita” (2018), “Virado à Paulista” (2015), “Sabiás do Sertão” (2013), e outros. Tem participações em importantes eventos como o FIT Belo Horizonte, MIT – Mostra Internacional de Teatro da Paraíba e FIT Rio Preto. Mantém de forma permanente o Projeto Território Cênico, de formação e difusão artístico-cultural, e realiza, desde 2014, a Mostra Cênica Resistências. Publicou a coletânea “Sobre poeira, prosa e cantoria – 15 anos de dramaturgia” (Vitrine Literária, 2022), reunindo os textos de suas peças.

Sinopse:

O progresso chega a uma pequena comunidade e, com ele, as águas. Casas, terras, pessoas, memórias, tudo é represado, submerso. Em um dia daqueles, em que o rio vira mar, os moradores e suas histórias fantásticas decidem emergir em busca de algo que se perdeu. O espetáculo tem como ponto de partida o realismo mágico e é inspirado em histórias colhidas no Noroeste Paulista.

Link do teaser: https://youtu.be/HNhcw-1x4d8

 

Ficha técnica:

Dramaturgia: Graziela Delalibera e Fagner Rodrigues

Direção: Fagner Rodrigues

Pesquisas histórico-culturais: Cênica, Graziela Delalibera e Claudia Borges

Direção musical e de texto: Babaya Morais

Orientação em pesquisa de intervenção no espaço urbano: Juliana Calligaris

Composições inéditas: Márcia Morelli e Diego Guirado

Preparação vocal: Elaine Matsumori

Figurinos: Adbailson Cuba

Cenografia: Fagner Rodrigues

Arte de cenografia e adereços cênicos: Laura de Paula Barbeiro

Elenco e músicos: Andrea Capelli, Cássia Heleno, Clara Tremura, Diego Guirado, Fabiano Amigucci, Glauco Garcia, Márcia Morelli, Simone Moerdaui e Vanessa Palmieri

Oficina de orientação em interpretação: Tiche Vianna

SERVIÇO:

Espetáculo “Terra abaixo, Rio acima”, da Cênica, seguido de roda de conversa com público

Data: 25 de novembro, sexta-feira, 20h

Local: Teatro Contadores de Mentira. Endereço: Rua Maria de Lourdes Molina Vieira, 42, Pq. Maria Helena, Suzano

60 minutos. Grátis. Livre

Deixe uma resposta