Entre os temas propostos estão a importância histórica, cultural e econômica do produto e a
utilização do alimento na culinária tradicional de comunidades da região

Em continuidade às ações do projeto “KKKK: 100 anos de histórias”, o Sesc Registro realiza nesta quinta-feira (dia 24/11) o bate-papo “Arroz: simbolismo, cultivo e sua importância para o Vale do Ribeira”, reunindo convidados atuantes em estudos e práticas nas áreas da culinária, cultivo e beneficiamento de arroz na região. A atividade é gratuita, aberta ao público em geral e começa às 20h, na Área de Convivência. O Bunkyo de Registro e a Associação Nippo Brasileira do Bairro da Raposa e Região são parceiros da iniciativa.
Participam da mesa Yoneko Seimaru, uma das mais ativas lideranças da comunidade japonesa de Registro e comerciante experiente na arte de produzir pratos típicos da culinária oriental; e Mario Soshin Sakugawa, vice-presidente da Associação Cultural Nipo-Brasileira de Registro (Bunkyo) e com trajetória profissional iniciada no engenho de beneficiamento de arroz da família, implantado em Registro no final da década de 1940. A mediação será feita pela arquiteta Akemi Hijioka, docente do Instituto Federal (IFSP) de Registro e atuante em pesquisas sobre técnicas construtivas,
saberes ancestrais e transferência de tecnologia no âmbito da imigração japonesa.
No bate-papo serão apresentados diversos aspectos que envolvem o cultivo e o consumo de arroz no território do Vale do Ribeira, sua importância histórica, social, cultural e econômica para a região, bem como seu valor como alimento tradicional para diversas comunidades locais. Entre os principais focos da conversa está o arroz moti, tradicionalmente cultivado na região e muito utilizado na alimentação pelas famílias japonesas.
Além das apresentações, haverá no local uma pequena mostra com materiais e equipamentos utilizados na preparação tradicional do moti e também exposição de alguns pratos típicos da culinária japonesa, confeccionados à base de arroz. Ao final, haverá degustação do bolinho moti, feito de arroz glutinoso cozido no vapor e socado e que, segundo a tradição nipônica, é uma comida sagrada que traz vida longa, fartura e prosperidade.
Essa parte do evento ficará a cargo de integrantes da Associação Nippo Brasileira do Bairro da Raposa, fundada em 1955 e que até hoje preserva as tradições das famílias de imigrantes que colonizaram o bairro, localizado na divisa dos municípios de Registro e Sete Barras. Um vídeo filmado na Raposa vai mostrar como é o processo de produção do moti no modo tradicional, realizado pela comunidade em eventos comemorativos ao longo dos anos. A produção audiovisual poderá ser acessada no YouTube do Sesc Registro.
O arroz e o prédio do KKKK
O arroz é um dos principais eixos da programação especial que o Sesc Registro realiza para celebrar os 100 anos do prédio KKKK, como é conhecido o conjunto arquitetônico onde a unidade está instalada desde 2016. Isso porque o produto está na base da implantação do edifício em Registro, erguido em 1922 pela companhia japonesa Kaigai Kogyo Kabushiki Kaisha (KKKK). Foi nesse complexo fabril e comercial que funcionou, durante vários anos, o maior engenho de beneficiamento de arroz da América Latina.
Registros históricos apontam que o arroz também foi elemento importante para que o Vale do Ribeira fosse escolhido como sede da colonização japonesa no Brasil, a partir de 1913. O cultivo do alimento já era praticado nas várzeas da região de Iguape, ainda que em pequena escala, desde a época de formação do povoado. Com o passar do tempo a produção se ampliou e, entre os séculos 18 e 19, o ciclo do arroz marcou uma das fases econômicas mais significativas da região, quando Iguape alcançou o título de maior produtor de arroz do País e recebeu, inclusive, premiação internacional pela qualidade da produção (em 1911).
Sobre os participantes Yoneko Seimaru, 89 anos, nasceu no bairro rural da Raposa e é filha de imigrante japonês que chegou em Registro em 1929. No sítio, ajudava os pais a plantar arroz, milho, feijão, chá e colhia café. Casada com Kiyoshi Seimaru (já falecido) e com quatro filhos, mudaram-se para a cidade de Registro, onde inauguraram, em 1974, a Pastelaria Oriente, até hoje um ponto de referência na
cidade na produção de alimentos. Com intensa dedicação ao trabalho na pastelaria e presença ativa
nas atividades sociais da comunidade nipo-brasileira local, Yoneko acumula grande conhecimento e
experiência com o preparo e a utilização do arroz na culinária japonesa.
Mario Soshin Sakugawa, 69 anos, é auditor-fiscal aposentado, formado em Ciências Contábeis e
pós-graduado em Auditoria e Análise de Sistemas. É neto de imigrantes que chegaram ao Brasil em
1918 e, no final da década de 1940, implantaram um engenho de beneficiamento de arroz em
Registro. Soshin trabalhou no empreendimento da família até 1973, quando saiu para estudar e
trabalhar em São Paulo. Em 1980, com o falecimento do pai, Eizo Sakugawa, retornou a Registro
para administrar o engenho de arroz, passando também a comercializar o produto. Atualmente é
consultor autônomo e exerce o cargo de vice-presidente do Bunkyo de Registro.
Akemi Hijioka é arquiteta com doutorado pela USP São Carlos e pesquisadora do Grupo de
Pesquisa em Habitação e Sustentabilidade pela mesma universidade. Mora em Registro desde 2014
e integra o Conselho Municipal de Turismo, a Comissão do Memorial da Imigração Japonesa de
Registro, a Rede Ibero Americana de Arquitetura e Construção com Terra e Rede TerraBrasil. É
pesquisadora em conjunto com a Universidade de Kanagawa (Japão), atua na investigação sobre
modos de vida, modos de morar das colônias planejadas da imigração japonesa, com ênfase na
arquitetura de origem japonesa e suas relações com os povos tradicionais.

Serviço:
Programação:
Sesc Registro – Alimentação
Bate-papo
“Arroz: simbolismo, cultivo e sua importância para o Vale do Ribeira”
Com Yoneko Seimaru e Mario Soshin Sakugawa.
Mediação de Akemi Hijioka.
Dia 24/11, quinta, às 20h
Área de Convivência

Mais informações:
https://www.sescsp.org.br/unidades/registro/
https://www.facebook.com/sescregistro/
https://www.instagram.com/sescregistro/
https://www.youtube.com/c/SescRegistroSP

Deixe uma resposta