Dentre as ações sociais do complexo esportivo e de lazer, a campanha “Vamos Ajudar” mobilizou centenas de associados e parceiros em quatro edições  O espírito solidário foi o grande protagonista no Clube de Campo de Mogi das Cruzes (CCMC) neste ano. As ações sociais foram incorporadas nas atividades esportivas e culturais ao longo de 2022, mobilizando os associados em diversas campanhas em prol de entidades da cidade e região. Ao todo, quase 2 mil itens foram arrecadados e doados para pessoas em situação de vulnerabilidade. Dentre as ações sociais do complexo esportivo e de lazer, a campanha “Vamos Ajudar” mobilizou centenas de associados e parceiros em quatro edições. Em março, na 1ª Feira da Mulher Empreendedora, mais de 130 peças de roupas e sapatos em bom estado foram doadas para a Associação Recomeçar. Em abril, em parceria com a Rede de Combate ao Câncer “Guiomar Pinheiro Franco” na Páscoa, foram arrecadados 190 quilos de leite em pó. A terceira edição da campanha “Vamos Ajudar” recebeu dos associados do CCMC mais de 150 itens de higiene pessoal, que foram destinados ao Instituto Terra. Os trabalhos foram realizados durante a 2ª Feira da Mulher Empreendedora – especial de Dia das Mães. Já a quarta ação da campanha teve o Dia das Crianças como base, arrecadando centenas de brinquedos e quase 200 livros, revistas e material educativo para o Lar Batista de Crianças. O Fundo Social de Solidariedade também foi parceiro do Clube de Campo durante 2022. Em maio, na Campanha Ciclos, foram arrecadados 17 quilos de tampinhas de garrafa pet. O projeto de conscientização ambiental beneficia a causa animal e também instituições e projetos sociais parceiros do município. A campanha segue em andamento no CCMC com dois pontos de coleta: Palco da Praça e Dadi. Até o momento, o complexo esportivo e de lazer já entregou ao Fundo Social mais de 30 quilos de tampinhas. A campanha Inverno Solidário também mobilizou os associados do Clube de Campo, que posicionou um ponto de coleta na recepção para receber doações de centenas de peças de roupas. “É uma grande satisfação poder cumprir nosso papel social com a cidade. A colaboração dos associados e a interação com as entidades sociais do município foram fundamentais para que os resultados fossem positivos”, afirmou a diretora social interina do CCMC, Karin Camargo. O Grupo de Costura também potencializou sua atuação. Ao longo do ano, foram confeccionadas e doadas mais de 500 peças para entidades sociais e associações filantrópicas. Para o Natal, 200 sacolas serão enviadas para a Creche da Vila Nova União. O grupo, formado por oito mulheres, se reúne às terças-feiras, às 15 horas, na Sala de Costura. A produção de itens de vestuário para bebês de famílias em situação de vulnerabilidade social também foi desempenhada pelo projeto “Tricô do Bem”. Cerca de 45 voluntárias produzem peças como manta, casaco e gorro para ONGs, Santas Casas, asilos, além de doações individuais. Mais de 70 entidades foram beneficiadas em 2022. 

Deixe uma resposta