Vídeo gravado em Campinas (SP) será lançado no Youtube no dia 15/12, com Levi Ramiro,

Zé Esmerindo e Magrão e participações especiais de Ana Salvagni e Esdras Rodrigues

 

 

Considerado um marco da música regional e um dos principais trabalhos voltados ao universo da viola caipira no Brasil, o álbum “Maracanãs” completa um quarto de século com o lançamento de espetáculo audiovisual que reúne Levi Ramiro, Zé Esmerindo e Magrão, músicos responsáveis pela gravação original, realizada em Campinas (SP). O material audiovisual “Trio Maracanãs 25 Anos” será lançado no dia 15/12, às 20h, no canal do Youtube de Ramiro (https://www.youtube.com/@leviramirovioleiro). Os artistas estarão disponíveis para bate-papo online com os espectadores durante a exibição gratuita.

 

O espetáculo foi gravado no Centro Cultural Casarão, em Campinas, com direção de Mário de Almeida e produção executiva de Gabriela Góes. São convidados especiais a cantora Ana Salvagni, que participou das gravações de “Maracanãs”, e o violinista e rabequeiro Esdras Rodrigues, que representa José Eduardo Gramani, responsável pelas rabecas do álbum lançado em 1997. O projeto foi contemplado no ProAc 2021, programa de fomento à cultura do Governo do Estado de São Paulo e Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

 

Importante músico e pesquisador, Gramani, que faleceu em 1998, conheceu Levi Ramiro em Campinas nos anos 1990. Ao interessar-se pela forma de tocar e pelas composições do violeiro e artesão, tornou-se, junto com Ivan Vilela – um dos mais importantes pesquisadores da viola caipira – uma espécie de “padrinho” do primeiro álbum, que Ramiro planejava gravar.

 

Tradicional e contemporâneo

 

Para formar a base do material, Ramiro convidou o violonista e produtor musical Zé Esmerindo e o percussionista Roberto Peres, conhecido como Magrão. Com formações distintas, os integrantes do trio tinham em comum o apreço pelas tradições caipiras, pela viola e o fato de estarem abertos ao experimentalismo. Assim, uniram os toques tradicionais da viola a elementos contemporâneos, com músicas instrumentais e canções com temas ligados ao cotidiano do interior e a relação com a natureza.

 

Gramani foi convidado a tocar rabeca em duas faixas e a cantora Ana Salvagni a colocar sua voz na canção “Manga Madura”. O encontro do violão nada convencional de Zé Esmerindo e do acompanhamento da viola de Levi, de onde surgiram contra-cantos e caminhos melódicos e harmônicos especiais, com os instrumentos de percussão feitos de cerâmica e tocados por Magrão, deu origem a um trabalho marcado pela personalidade e pelo caráter inovador, num universo em que a tradição tem papel fundamental.

 

A expressividade e a singularidade fizeram do trabalho um marco da música regional brasileira, em um momento de ressignificação da viola no cancioneiro brasileiro. À época do lançamento, a conexão estabelecida entre Levi Ramiro, Zé Esmerindo e Magrão durante as gravações gerou um espetáculo tão especial quanto o disco, em que os músicos se apresentavam como Trio Maracanãs em palcos da capital e do interior paulista e em Minas Gerais, num trabalho que aos poucos foi incorporando novas composições e seguiu com sucesso até 2000, quando o ciclo foi encerrado.

 

Legado e homenagem

 

Hoje, 25 anos depois do lançamento do icônico álbum, o Trio Maracanãs se reúne em homenagem ao seu legado. Além de composições que compõem o repertório original, Levi Ramiro, Zé Esmerindo e Magrão interpretam obras inéditas, compostas e arranjadas para o projeto comemorativo, como “Jasmim Manga” (Levi Ramiro/Oswaldo Rios/Sol Bueno) e “Rosa Branca” (Levi Ramiro/Zé Esmerindo). As participações especiais remontam e prestam homenagem ao disco e ao espetáculo originais.

 

Entre as interpretações, os músicos dialogam sobre o processo de gravação de “Maracanãs”, a construção dos arranjos, a repercussão do álbum na cena independente, e sua importância para a música de viola.

 

Ficha técnica

Direção e edição: Mário de Almeida

Produção executiva: Gabriela Góes
Arranjos: Zé Esmerindo
Direção de fotografia: Gabriel Ribeiro

Câmeras: Gabriel Ribeiro, Domingos Bernardino e Mário de Almeida

Assistente de direção: Caio Graco Palombello

Assistente de produção: Edmilson Dantas

Iluminação: Maíra Prates
Captação de áudio: João Arruda e William Zirikito

Mixagem: João Arruda

Programação visual: Dan Mercadante

O projeto foi contemplado no ProAc 2021, programa de fomento à cultura do Governo do Estado de São Paulo e Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

 

 

SERVIÇO

 

Lançamento do espetáculo audiovisual “Trio Maracanãs 25 Anos”, com Levi Ramiro, Zé Esmerindo e Roberto Peres (Magrão). Quinta-feira, 15 de dezembro, às 20h, no canal do Youtube de Levi Ramiro (https://www.youtube.com/@leviramirovioleiro). Gratuito. Classificação Livre. Durante o lançamento, os músicos dialogarão com os espectadores no chat ao vivo.

Deixe uma resposta