Caso ocorreu na praia da Enseada, em Bertioga (SP).

Um bombeiro que estava de folga salvou cinco vítimas de afogamento na praia da Enseada, em Bertioga, no litoral de São Paulo. Ao g1, nesta segunda-feira (23), o soldado Willian Veja Soares, de 25 anos, disse que estava na sacada do apartamento quando avistou uma mulher se afogando e desceu para socorrê-la. Após o resgate, ele viu quatro pessoas de duas famílias diferentes sendo arrastadas pela correnteza a 50 metros dali e também as socorreu.

Segundo o bombeiro, ele avistou a mulher em situação de afogamento pela sacada do prédio onde mora. Após salvá-la, foi chamado para socorrer outras quatro pessoas que estavam pedindo sendo arrastadas pela correnteza. “Estava deitado, ouvi alguns gritos vindo da praia e, quando sai na sacada, já vi a moça sendo arrastada. O outro salvamento, sei que duas mulheres eram da mesma família e os outros dois também, mas eram duas famílias diferentes”.

Soares conta que trabalhou como guarda-vidas durante quatro anos, mas que atualmente exerce a função na área de combate a incêndio. “Por mais que eu já tenha uma certa experiência, toda ocorrência tem seus perigos. Sempre quando vou para uma tento ser frio para que possa ser uma solução para aquela pessoa que precisa de mim”.

Por estar de folga no momento em que viu a vítima se afogando, o soldado estava sem os equipamentos necessários para realizar o resgate. “Mas o espírito de ajudar sempre fala mais alto. Queremos o bem, a vida, mesmo sabendo que pode ter vezes que não termina como queremos, mas fazemos o possível e impossível”.

Para ele, os agradecimentos e carinhos que recebe ao exercer a profissão é o que motiva. “Sentimentos gratificantes, mas a maior realização é proporcionar esse momento como eu pude ver, a família feliz, os filhos com a mãe e o esposo do lado e saber que essa família estará completa por mais um dia. Isso é a minha motivação”.

“Tenho orgulho e amor pela profissão, foi o que sempre quis desde criança e agradeço a Deus por ter proporcionado a oportunidade de ter esse conhecimento em salvar vidas. Estarei sempre pronto tanto no serviço quanto na folga”, finalizou.
O g1 tentou contato com a mulher que foi socorrida pelo soldado Soares, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem. O bombeiro compartilhou uma mensagem encaminhada por ela ao comandante dele, onde agradeceu pelo socorro (confira abaixo).

“De folga com a minha família em Bertioga, passei com certeza pelo pior e mais desesperador momento da minha vida. Estava com meu filho de 10 anos dentro do mar e três ondas seguidas me puxaram para o fundo. Graças a Deus que a primeira onda levou meu filho para frente. Quando percebi a gravidade da situação, me desesperei, chamei por ajuda, mas ninguém me ouviu. Me debati, engoli água e quase me afoguei”, disse na mensagem de agradecimento.

Ainda de acordo com a vítima, ela manteve a calma, respirou fundo e gritou ‘socorro o mais alto’ que podia. “Meu filho me ouviu e chamou o pai que já não podia chegar onde eu estava e chamou pelo bombeiro. O soldado estava de folga e do 8° andar ouviu alguém pedir socorro, olhou pela sacada e me viu. Graças a Deus ele entendeu de imediato a situação e viu que eu não tinha muito tempo, correu muito e chegou a tempo”.

“Eu já estava cansada e sei que se ele não tivesse chegado eu não teria conseguido. Sou mãe de três filhos, esposa, filha e enfermeira. Sou imensamente grata e sei que as palavras são poucas para descrever a minha gratidão. Esse menino de ouro salvou a minha vida”, finalizou.

Deixe uma resposta