Espaço dedicado às obras produzidas por autores do Alto Tietê atraiu 6 mil visitantes e promoveu integração com crianças por meio de bate-papos

O EducaShow, evento que ocorreu entre os dias 25 e 30 de abril no Parque Municipal Max Feffer em alusão às comemorações dos 74 anos de emancipação político-administrativa de Suzano, trouxe oportunidade para que escritores do município e das demais cidades do Alto Tietê pudessem apresentar seus trabalhos aos fãs de literatura. 

No período, aproximadamente 6 mil visitantes puderam interagir com os autores e conversar sobre diversos assuntos relacionados à tecnologia e ao universo infantil. O EducaShow ocorreu dentro da programação do ExpoSuzano.

O curador do estande, o escritor Ademiro Alves, o Sacolinha, que fez sucesso com sua obra “Dente-de-leão: a sustentável leveza de ser” falou sobre os autores que mais chamaram a atenção dos visitantes e dos assuntos que pautaram as rodas de conversa. “Tivemos bate-papos muito pertinentes e interessantes e em todos eles tivemos público. Os que mais chamaram a atenção foram os que tratavam sobre Inteligência Artificial e o retrato das periferias na literatura e na universidade. As escritoras Nicolle Oliveira, com o livro ‘A menina corajosa’; Nicolly Belchior, com sua obra ‘Alba’; e Silvia Toledo, com o livro ‘A menina diferente’, despertaram muito interesse dos presentes”, revelou Sacolinha.

O poeta Cacá Lopes levou a literatura de cordel e divertiu as crianças com os trava-línguas. “Apresentei, além do livro ‘Cinderela em Cordel’, um kit com quatro outras obras em formato de folheto de Cordel. Levei 20 kits, que somaram quase 90 cordéis. Também apresentei músicas e cordéis voltados aos trava-línguas para as crianças. Elas recebem muito bem esse trabalho e se divertem, o que ajuda a tornar a apresentação alegre e para cima”, declarou Lopes.

Escritor nas horas vagas, o diretor da Secretaria Municipal de Manutenção e Serviços Urbanos, Hamilton Peixoto, apresentou sua obra “Carijó – O Melhor Palhaço de todo o mundo” e se surpreendeu com a repercussão. “Sinceramente, eu não esperava uma receptividade tão boa e um interesse tão grande pelo meu livro. Foi maravilhosa a interação com outros escritores regionais, que admiro pela qualidade e diversidade de temas que abordam”, afirmou Peixoto.

O secretário municipal de Educação, Leandro Bassini, lembrou que a valorização dos escritores locais era uma das propostas do evento. “Consideramos fundamental abrir espaço para a produção local, pois temos grandes escritores e uma literatura de alto nível. O EducaShow faz parte dos eventos de comemoração pelo aniversário de Suzano e, portanto, é muito oportuno valorizar tudo que é feito em nossa cidade, por nossos munícipes. Ao aproximarmos os cidadãos dos escritores locais, incentivamos a leitura e proporcionamos boas condições para que surjam novos escritores em nossa cidade”, destacou Bassini.

O prefeito Rodrigo Ashiuchi pontuou que o EducaShow foi um marco na história de Suzano. “Integramos neste espaço diferentes ambientes e autores, além de temas e linguagens. Nossa intenção foi apresentar o que nossa cidade tem feito dentro do universo da educação e a valorização dos escritores locais é parte fundamental de todo esse processo. Queremos oferecer as ferramentas necessárias para que nossas crianças se interessem pela literatura e possam aprender cada vez mais. Conseguimos proporcionar experiências enriquecedoras para quem teve a oportunidade de participar do evento”, ressaltou o chefe do Poder Executivo suzanense.


Crédito das fotos: Prefeitura de Suzano

Deixe uma resposta