Profissionais e especialistas no assunto falaram sobre a importância do tema, no Teatro Municipal Ariano Suassuna

Mais de 500 pessoas participaram, nesta quinta-feira (18), do evento especial do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, em Jacareí. A ação foi promovida pela Comissão da Rede Protetiva da Infância e Adolescência do município.

Realizado no Teatro Municipal Ariano Suassuna, o evento contou com palestras sobre educação sexual infantil, pela pesquisadora e educadora social, Beatriz Cruz; e sobre o sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente, ministrada pela assistente social do Núcleo de Assessoria Técnica do Ministério Público de São Paulo, Marina de Moraes.

“Hoje é um dia muito importante, em que debatemos um assunto que, infelizmente, ainda é bastante comum em nosso país. Em Jacareí, a Rede Protetiva faz um trabalho incrível, unindo forças e diversas frentes para encarar e combater o abuso sexual de crianças e jovens. É nosso papel estar preparados para acolher essas crianças vítimas de abuso e, também, atentos para identificar possíveis situações de abuso em todos os ambientes. Somente com a mobilização de todos vamos conseguir combater esse tipo de violência”, explica Rosana Gravena, secretária de Saúde de Jacareí.

Contação de História

O evento também promoveu uma contação de história relacionada ao tema, para cerca de 300 alunos de escolas municipais de Jacareí. O espetáculo foi baseado no livro “Carro Cris”, de autoria de Beatriz Cruz, que, de maneira lúdica e com linguagem simples, ensina às crianças conceitos básicos sobre o corpo, o autocuidado e proteção contra possíveis toques abusivos.

Dados em Jacareí

De acordo com a Vigilância à Saúde de Jacareí, em 2022, o número de notificações de violência sexual com crianças e adolescentes aumentou em 32%, em relação a 2021. Em 72% dos casos, as vítimas são do sexo feminino.

Escuta Especializada

A escuta especializada é um procedimento de entrevista sobre uma possível situação de violência contra criança ou adolescente, com o objetivo de garantir a proteção e o cuidado da vítima.

Em Jacareí, este procedimento é realizado pelo programa Família Segura, por profissionais capacitados, em ambiente acolhedor, garantindo a privacidade das vítimas ou testemunhas. Entre 2017 e 2022, foram realizadas 859 escutas com crianças e adolescentes na cidade.

18 de Maio

A data foi instituída no ano 2000, pela Lei Federal 9970/00. A escolha se deve ao assassinato de Araceli Crespo, uma menina de oito anos que foi drogada, estuprada, morta e carbonizada, no dia 18 de maio de 1973, em Vitória (ES). Esse crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje permanece impune.

https://www.flickr.com/photos/prefeiturajacarei/albums

Legenda: Mais de 500 pessoas participam de evento sobre o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, em Jacareí

facebook sharing button
whatsapp sharing button

Deixe uma resposta