Alunos da Rede Municipal de Ensino de Guararema visitam o Museu da Língua Portuguesa

0

Nos últimos dias, o Programa Visitando Museus, da Secretaria de Educação de Guararema, “desembarcou” no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, onde as crianças matriculadas nos 4º anos do Ensino Fundamental tiveram acesso a experiências inesquecíveis. Completamente gratuito, o passeio é acompanhado por professores e monitores e conta com kit lanche e toda a segurança necessária.

Como de costume, as atividades começam antes mesmo do embarque nos ônibus que leva à aventura linguística, educativa e lúdica. A primeira parada é nas escolas, com um café reforçado e com a distribuição de pulseiras coloridas que definem os roteiros pré-agendados para cada uma das turmas, dentro dos três pisos do prédio.

E a caminho de São Paulo, a diversão, interação, entretenimento e conhecimento são sempre presentes. Com monitores que promovem momentos de recreação regados a muitas brincadeiras, a viagem teve conversas dirigidas sobre questões relevantes sobre meio ambiente, tendo como pano de fundo as paisagens do caminho.

Na chegada ao destino, as equipes internas do museu dividiram as turmas em grupos, para que a visita fosse feita de forma dinâmica. Todos conheceram a exposição “Principal”, que explora a Língua Portuguesa, que é falada por 260 milhões de pessoas pelo mundo, suas origens e identidade cultural.

Durante a visita, as crianças também conheceram a exposição “Entre e escute”, começando com um bate papo feito com músicas sem instrumentos musicais, em uma imersão que passa por diferentes gerações. As canções escolhidas foram selecionadas de modo que trouxessem ao público uma identificação com músicas e a linguagem.

Já na exposição “Essa Canção”, que conta com dez telões interativos que exibem uma faixa cada, os alunos puderam entender que música e língua são expressões do país, bem como seus diferentes sotaques.

E ainda falando sobre música, letras originais escritas por grandes nomes da música brasileira, como Milton Nascimento, Chico Buarque, Tom Jobim e outros artistas, mostraram a todos que as composições nascem com esboços, rascunhos e rasuras.

No segundo andar, a partir de uma espécie de árvore genealógica, os alunos conheceram a exposição “Laços de Família – De Onde Vem essa Língua?”, mostrando que a língua não nasceu de repente, tem os seus antepassados e vem do tronco indo-europeu e do latim.

Seguindo no mesmo corredor, os participantes caminharam pela “Rua da Língua: Poesia-Relâmpago”, onde palavras circulam rapidamente pelo painel afixado na parede. E tem também o “Beco das Palavras”, em que as crianças jogaram em uma mesa interativa, juntando sílabas até formarem palavras e descobrirem as origens dos termos.

Mas não é só isso: há ainda o espaço “Palavras Cruzadas – Origens”, com oito totens interativos e tecnológicos, com recursos audiovisuais que expõem as principais línguas e povos que contribuíram para formar o português do Brasil; e a instalação “Falares”, onde todos ouviram as diferenças no jeito de falar e a suas origens socioculturais, os diferentes vocábulos e visões de mundo.

O passeio contou com a exibição do filme “O que pode a língua?”, de Carlos Neder, que retrata a escrita, rede de relações complexas de narrativas que tecem o mundo, e com tour pela “Praça da Língua”, onde está o Planetário das Palavras, composto por uma seleção de textos da literatura e da música brasileira.

Para fechar a visita com chave de ouro, os alunos puderam visitar o terraço do Museu da Língua Portuguesa e avistar de cima os arredores da Cidade de São Paulo, já que o equipamento está localizado na Praça da Luz, no prédio histórico da Estação da Luz, em uma estrutura construída em 1901 e considerada Patrimônio Cultural Nacional, Estadual e Municipal, tendo sido reinaugurada em 2021, após passar quase seis anos fechada, em decorrência de um incêndio em 2015.

Ao final do passeio, todas as crianças receberam uma lembrança alusiva ao espaço visitado: um caça-palavras, para eternizar na memória dos pequenos as diferentes experiências vivenciadas durante a aula-passeio.

source
Com informações da Suzano TV

Anúncios

Deixe uma resposta