Primeira edição do Parlamento Autista vai simular uma sessão do Poder Legislativo nesta 6ª feira (6/10), em Ferraz de Vasconcelos-SP; ideia é permitir que pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) participem da Política 

 

Conhecido por atuar em defesa de portadores do Transtorno do Espectro Autista (TEA), o vereador Álvaro Costa Vieira, o Kaká (Podemos). de Ferraz de Vasconcelos-SP, promove, nesta 6ª feira (6/10), a primeira edição do Parlamento Autista. A ação será abrigada no Plenário da Câmara Municipal ferrazense, a partir das 14 horas, com a participação de 22 autistas, comunidade e autoridades. 

 

A ideia do parlamentar é criar um mecanismo que permita maior inclusão de pessoas com TEA na Política, sobretudo no ambiente legislativo: 

 

“O Parlamento Autista tem o objetivo de, simbolicamente, expressar a importância de conceder espaço aos autistas em todas as searas, inclusive na Política. A Casa de Leis, que é a Casa do povo, deve ser acessível a todos. Hoje, a sociedade tem representatividade de vários segmentos, mas quem tem TEA não está inserida como deveria neste contexto. Com esta ação, que terá início em Ferraz de Vasconcelos, os autistas poderão se sentir mais representados na Política”, destaca. 

 

O Parlamento Autista vai simular uma sessão real do Poder Legislativo, obedecendo toda a dinâmica de trabalhos da Camara ferrazense, passando pela Ordem do Dia e a discussão de projetos de lei. Participarão da atividade 22 pessoas com TEA, que se inscreveram previamente.  

 

O grupo vai desempenhar o papel dos vereadores da cidade e poderão, na prática, aprender como funciona a Câmara Municipal. Além disso, o idealizador do projeto também vai ministrar, na oportunidade, uma palestra sobre as especificidades do trabalho legislativo. No final da ação, todos os participantes receberão certificados. 

 

A sessão e o ambiente do Plenário, conforme explica Kaká, serão preparados para receber os 22 autistas e seus familiares, com direito a adaptações que respeitem qualquer hipersensibilização sensorial. Trata-se de característica comum em pessoas neuroatípicas – quando o sistema nervoso enfrenta dificuldades em processar estímulos ambientais e sensoriais, como luzes, sons, cheiros e texturas, condição muito comum em quem tem TEA. 

 

6 milhões de autistas 

 

O Parlamento Autista é um dos projetos defendidos por Kaká diante à necessidade de se criar mais políticas públicas que atinjam a dimensão prática de proteção e de inclusão de autistas.  

 

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estima-se que haja, hoje, no Brasil, 6 milhões de autistas:  

“Praticamente, um a cada 36 brasileiros tem TEA. Precisamos inserir essas pessoas na sociedade e permitir que participem, efetivamente, de tomada de decisões. É também necessário tirar do papel mais políticas públicas a favor dessa parcela da população. Acredito que o Parlamento Autista pode se tornar um exemplo para o Brasil”, complementa o vereador do Podemos.

Além de parlamentares, dos servidores da Câmara Municipal e de amigos e familiares dos autistas, estarão presentes na sessão simulada de amanhã a prefeita de Ferraz, Priscila Gambale, e o deputado federal Rodrigo Gambale, ambos do Podemos.

Assessoria de Imprensa

Fiamini – Soluções Integradas em Comunicação – A serviço do Gabinete do vereador Álvaro Costa Vieira (Podemos)

source
Com informações da Suzano TV

Anúncios

Deixe uma resposta