Saúde e Assistência retomam ações do “Consultório na Rua”

0
33

São Gonçalo oferece atendimento itinerante para pessoas em situação de rua

As Secretarias de Saúde e Defesa Civil, através da Subsecretaria da Atenção Básica, e de Assistência Social da Prefeitura de São Gonçalo, através do Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro Pop), retomaram as atividades do projeto “Consultório na Rua (Cnar)”. O projeto realiza atendimentos itinerantes de serviços e cuidados em saúde aos moradores em situação de rua. A ação vai acontecer uma vez por semana, durante o período noturno, nas ruas onde há maior concentração desse público. 

O “Consultório na Rua” atende uma média de 70 pacientes por ação. “Nós realizamos um levantamento básico sobre o histórico do paciente. Atualizamos as vacinas contra covid-19, gripe e hepatite; fazemos curativos e testes rápidos de HIV, hepatites virais b e c e sífilis; teste de escarro para detectar a tuberculose e encaminhamos para a realização de exames e tratamentos. Orientações sobre cuidados pessoais e sobre as infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) também são realizadas”, explicou o subsecretário de Atenção Básica, Gabriel Mello.

As ações têm por objetivo oferecer atendimentos de saúde para os moradores em situação de rua e usuários de drogas que, comumente, não procuram as unidades tradicionais de atendimento. O foco é cuidar de doenças como tuberculose, hanseníase e ISTs. Atualmente, o serviço do “Consultório na Rua” tem 876 cadastrados ativos.

“Nós temos que ir até eles porque eles não vão aos postos de saúde por vários motivos, principalmente o preconceito. E essas doenças são contagiosas. Muitos têm feridas, doenças de pele no geral e machucados. Por isso, fazemos os curativos, damos as orientações e encaminhamentos para os tratamentos, caso haja necessidade”, contou Gabriel. 

Durante as avaliações, a pressão arterial e a glicose também são medidas. Outro assunto abordado costuma ser o uso de álcool e drogas. “O “Consultório na Rua” conta com equipe multidisciplinar com assistente social, agente social, médico, dentista, enfermeiro, técnico de enfermagem e psicólogo. Cada um com o seu olhar profissional para ajudar essas pessoas que são excluídas do convívio familiar e da sociedade”, finalizou a coordenadora do Cnar, Lydiane Salles.

Assistência – O Centro Pop fica responsável pela regularização de documentos e abrigo, caso o usuário em situação de rua tenha interesse. Os cadastros são feitos pelo “Consultório na Rua”, que passa pelos locais de maior concentração como Alcântara; Praças do Zé Garoto; Chico Mendes, no Raul Veiga; Colubandê; e nos bairros Coelho, Trindade, Nova Cidade, Galo Branco, Rocha e Neves. 

source
Com informações da Prefeitura de São Gonçalo RJ

Obrigado por comentar. Você é demaisS2