Meio Ambiente reafirma transparência e continuidade dos trabalhos

0
Na tarde de quinta-feira, 11 de abril, o novo secretário de Meio Ambiente, Guilherme Arantes, conduziu uma reunião extraordinária do Conselho Municipal do Meio Ambiente (CMMA) no Teatro Municipal Pedro Paulo Teixeira Pinto, marcando seu primeiro encontro oficial com o colegiado desde sua posse.

Arantes reafirmou seu compromisso com a transparência na gestão, inclusive confirmando que haverá uma prestação de contas sobre a utilização dos recursos do Fundo Municipal de Meio Ambiente (FMMA) e Fundo Municipal de Saneamento Ambiental e Infraestrutura (FMSAI). Na ocasião, destacou também os projetos em andamento e os planos futuros para a preservação ambiental e o desenvolvimento sustentável de Ubatuba.

“Quero compartilhar com o Conselho e toda a população o que já foi deliberado e demonstrar nossa abordagem transparente na condução desses projetos”, disse o secretário.

A importância da participação da sociedade civil também foi ressaltada durante o encontro. Mônica Spegiorin, membro da sociedade civil e presidente da Associação Amigos do Jardim Pedra Verde, enfatizou a colaboração necessária entre governo e sociedade civil.

“Nós, da sociedade civil, assumimos um papel voluntário na construção de políticas públicas. É uma demonstração de cidadania nos comprometermos com a gestão pública, mesmo não sendo agentes públicos eleitos ou designados. Estamos aqui para contribuir, construir e avançar em nome da sociedade”, destacou Spegiorin.

Neste novo capítulo para o meio ambiente de Ubatuba, Guilherme Arantes e a sociedade civil demonstram uma vontade mútua de cooperação e diálogo, prometendo um esforço conjunto para avançar na construção de políticas públicas ambientais que beneficiem toda a comunidade, conforme reforçado pela representante da Associação dos Amigos do Perequê-Açu (AMPA), Juliana Piza.

“O papel do Conselho, constitucionalmente, é garantir a participação popular e da sociedade civil nas decisões do poder público. É um órgão paritário, portanto, devemos trabalhar juntos”, ressaltou Juliana.

Marcela Pedro, da Associação Coaquira, concluiu que é essencial dar continuidade aos trabalhos desenvolvidos junto ao Conselho do Meio Ambiente. “O planejamento para a execução das ações, especialmente quando envolve recursos do Fundo Municipal do Meio Ambiente, deve ser mantido conforme planejado”.

A reunião culminou ainda em pedidos de informação ao setor público, como a elaboração de ofício à Sabesp para obter informações atualizadas sobre o status das obras na cidade e o fornecimento de informações sobre os empreendimentos em processo de licenciamento que ainda não estão públicos.

source
Com informações da Prefeitura de Ubatuba

Anúncios

Deixe uma resposta