Ampliação do 5G beneficiará 168 comunidades em Fortaleza e Região Metropolitana

0






14 de maio de 2024 – 19:07
# # # #


Isabella Campos – Ascom Casa Civil – Texto

Estácio Jr. – Casa Civil – Fotos



A ação é uma parceria entre BNDES e Brisanet e levará Fortaleza a ser a primeira capital 100% conectada por 5G no país

Mais benefícios para as comunidades e investimento na periferia. O Governo do Ceará participou, nesta terça-feira (14), do evento de lançamento do Periferias Conectadas, programa de expansão da Banda Larga 5G que abrange 168 comunidades na Grande Fortaleza. A governadora em exercício, Jade Romero, esteve acompanhada do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante; do CEO da Brisanet Telecomunicações, Roberto Nogueira; do presidente da Central Única das Favelas (CUFA), Preto Zezé; da secretária da Proteção Social, Onélia Santana; da senadora da República, Janaína Farias, e outras autoridades.

Com mais de 200 mil pessoas da Região da Grande Fortaleza beneficiadas, a governadora em exercício, Jade Romero, ressaltou que este é um passo importante em direção a um futuro mais igualitário. “O Estado do Ceará gosta de ser vanguarda, somos vanguarda na educação, somos vanguarda na proteção social e, agora, também somos vanguarda na conectividade, trazendo a universalização do 5G para a Grande Fortaleza”, pontuou. Além da capital, serão beneficiadas comunidades da Caucaia, Maracanaú e Maranguape.

“A nossa gente é potência. O que faz diferença na vida de cada um de nós é a oportunidade. E a oportunidade de ter acesso, gratuita ou de baixo custo, a uma boa internet é um bem essencial em nossas vidas. Internet é um item essencial nas nossas vidas e que traz a oportunidade para a nossa juventude estudar, se formar, se divertir, se comunicar, enfim, se informar, fazer aquilo que sonha e deseja. Não só a nossa juventude, mas em especial as nossas escolas com essa conectividade”, completou Jade Romero.

Presente no evento, o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, ressaltou que as previsões são de que Fortaleza seja a primeira capital do país completamente conectada por meio do 5G até julho deste ano, e externou a alegria com essa parceria que promove impactos reais na vida de tantas pessoas. “Até o ano passado, as empresas que compraram faixa de frequência para Fortaleza, tinham que instalar uma antena para cada 100 mil habitantes, depois passou para cada 50 mil habitantes, em julho deste ano será para cada 30 mil habitantes, ou seja, a infraestrutura vai crescendo e promovendo uma melhor cobertura”, explicou o ministro.

“É um avanço importante e assim iremos continuar, disponibilizando recursos para que o 5G chegue cada vez mais rápido para toda a população. Garantir isso nas regiões de periferia é um projeto de inclusão, é dar oportunidade de acesso para todos e isso muito nos orgulha, pois enxergamos a importância da internet na vida das pessoas”, ressaltou Juscelino Filho.

Uma das pessoas que terão esse impacto positivo com a expansão do 5G no seu dia a dia é a professora Kawany Silva, de 19 anos. Ministrando aula de Ballet na periferia, a jovem destaca a diferença que uma internet de qualidade fará em sua vida. “A internet chegou, em muitos desses lugares [periféricos] não faz tanto tempo. Então, é muito importante essa expansão. Normalmente, a gente não tem uma internet tão boa, temos uma internet que falha muito. E ter essa internet com mais qualidade, com melhor conforto pra gente, é bem importante”, externou a professora.

Kawany também é estudante universitária pelo módulo EAD e enfatizou a alegria de poder assistir suas aulas em boa qualidade. “Eu uso a internet de manhã pra minha aula da faculdade, no período da tarde para meus estudos, e para fazer meu plano de aula. E ainda uso de noite, nas minhas aulas de Ballet, botando música, colocando vídeos. Então, uma internet de qualidade facilita a minha vida, melhora meu aprendizado e das minhas alunas”, completou.

Investimento milionário em conectividade

A expansão da Banda Larga para Fortaleza e Região Metropolitana tem um financiamento aprovado pelo BNDES de R$ 146,1 milhões por meio do Programa BNDES FUST – que é o Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (FUST), voltado à universalização de acesso à banda larga 5G em periferias e favelas. Criado há 20 anos, o projeto da Brisanet para as periferias é a primeira operação do fundo.

Trabalhando pela causa da universalização da internet desde 2007, quando propôs internet em todas as escolas do país como senador da República na época, o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, enfatizou que o investimento nessa expansão é também investimento nos jovens cearenses.

“Na pandemia, ficou claro a importância da internet, as crianças que não tinham um bom acesso perderam um ano na educação, simplesmente porque não tinham o acesso que os outros tinham. Mas estamos trabalhando para isso mudar. A luz do século XXI é a internet, principalmente para os jovens poderem estudar”, destacou Mercadante.

A operação de crédito para a Brisanet prevê investimentos para a instalação de 95 torres de telecomunicações e 95 ERBs (Estações Rádio Base) para a expansão da cobertura do Serviço Móvel Pessoal (SMP), através da propagação do sinal 5G, alcançando 168 comunidades. Além disso, o projeto contempla a instalação de 50.000 modens FWA (Fixed Wireless Access), que permitem fornecer banda larga sem utilização de fios, usando links de rádio entre uma torre de celular e o domicílio do cliente.

Importante pilar nessa ação, o CEO da Brisanet, Roberto Nogueira, enfatizou a potência da conectividade na capital cearense. “Não existe periferia no mundo conectada com um bom 5G ou bem conectada com qualquer tecnologia. Hoje, a periferia de Fortaleza e cidades vizinhas têm a melhor infraestrutura de conectividade possível no mundo. Com esse projeto [Periferia Conectada] conseguimos viabilizar essas áreas que são desafiadoras”, pontuou.

Elemento essencial

A internet como “elemento essencial na cesta básica”. É assim que o presidente da CUFA, Preto Zezé, encara o momento. “A gente precisa discutir como incluir internet como elemento essencial na cesta básica, porque já está provado que não temos como viver sem a internet. Essa parceria com uma empresa privada, ainda mais uma cearense, é importante. Aqui estamos falando sobre gerar lucro e promover a inclusão. Ver as favelas de Fortaleza conectadas com 5G não é pouca coisa”, pontuou.





source
Com informações do Governo do Estado do Ceará

Anúncios

Deixe uma resposta