Até sexta-feira (24), servidores do Governo do Distrito Federal e funcionários dos 16 restaurantes comunitários estão sendo capacitados para as boas práticas de manipulação de alimentos. O treinamento busca garantir a qualidade nos serviços prestados à população, ampliando as condições de higiene dos alimentos e do ambiente, além da segurança alimentar para os usuários.

A equipe técnica da Vigilância Sanitária em Saúde, ligada à Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES), está ministrando a capacitação. O órgão é responsável pelas ações educativas e de fiscalização com a finalidade de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde da população.

Nutricionistas são orientadas sobre conteúdos como rotina de produção e distribuição de refeições, responsabilidade técnica, segurança dos alimentos e contaminação cruzada | Foto: Divulgação/ Sedes

Cerca de 30 nutricionistas, que são as responsáveis técnicas das empresas contratadas pelo GDF para gerir os restaurantes comunitários, participam do treinamento. Entre os conteúdos ministrados estão a rotina de produção e distribuição de refeições, responsabilidade técnica, segurança dos alimentos, contaminação cruzada, desde o recebimento até a distribuição dos alimentos, entre outros. Elas são responsáveis por repassar os ensinamentos para todas as equipes dos estabelecimentos.

“O treinamento se reverte em qualidade nos serviços prestados, na qualidade do alimento e na segurança do usuário em ter acesso a uma alimentação balanceada em condições de higiene e ambiente seguro para melhor atender o público usuário e evitar qualquer dano à saúde em função de um alimento contaminado. Estamos trabalhando fortemente na prevenção”, destaca uma das instrutoras do curso e nutricionista da Gerência de Alimentos da SES, Alessandra Machado.

Pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), quase 50 servidores que monitoram e fiscalizam os contratos das empresas terceirizadas também participam da capacitação. Eles recebem instruções sobre a legislação sanitária vigente, formalização, atestado de capacidade técnica, boas práticas, ferramentas de controle, entre outros conteúdos.

Para a subsecretária de Segurança Alimentar e Nutricional da Sedes, Vanderlea Cremonini, a demanda da capacitação é oriunda também da ampliação no número de refeições servidas no equipamento público. “Sentimos a necessidade de capacitar em busca do padrão da refeição oferecida e da melhoria das nossas ferramentas de controle de qualidade, a atualização de acordo com as normas e resoluções. E, por fim, ter uma equipe sintonizada pensando sempre na qualidade da refeição servida para a população”, reforça.

22/05/2024 - Capacitação das equipes garante segurança dos alimentos nos restaurantes comunitários

source
Com informações da Agência Brasilia

Anúncios

Deixe uma resposta