Escola de artes tem se consagrado como um dos principais polos culturais da região

Completando três anos de vida nesta terça-feira (21), a EMARP (Escola Municipal de Artes de Ribeirão Pires) tem se consagrado como um dos principais polos artísticos da região, com quase 3.000 alunos e mais de 50 cursos gratuitos que enaltecem as mais diversas linguagens e plataformas artísticas e culturais.

Com participações marcantes em diversos eventos realizados pela Prefeitura de Ribeirão Pires, como a FLIRP (Feira Literária de Ribeirão Pires), a Entoada Nordestina e até mesmo o Festival do Chocolate, alunos, professores e coordenadores da EMARP sempre deixam suas marcas impressas com o amor à arte.

Mais do que um polo que emana arte pelas janelas e corredores do imóvel, que fica no alto da Rua Yutaka Ishihara, 218, Pastoril, a EMARP quer continuar seguindo com sua vocação de disseminar cultura por toda Ribeirão Pires. Para isso, busca sempre a excelência em seus núcleos de artes plásticas, de audiovisual, de dança, de teatro, de música.

“Quero parabenizar todos que fazem da EMARP esta escola que respira e vive a cultura do nosso município. São quase 3.000 alunos das mais diversas linguagens artísticas e mais de 50 cursos gratuitos. A EMARP é, sem dúvida, um dos principais pontos de cultura da região”, declarou o prefeito de Ribeirão Pires, Guto Volpi.

O projeto para a criação da escola de artes foi concebido com o objetivo de reunir, em um só lugar, diversas linguagens artísticas e ofertar, de forma gratuita, cursos de teatro, dança, música, artes plásticas e audiovisual. Dessa forma, desde sua fundação, a EMARP tem se solidificado como um reduto de cultura e um dos maiores centros de formação artística da região e tudo isso sob olhar de coordenação pedagógica.

“Não se pode falar de arte e cultura em Ribeirão Pires sem falar da EMARP. A escola tem se consagrado como um ponto importante de disseminação artística e cultural na região. O aniversário de três anos só demonstra a importância de sua existência e atuação”, afirmou o secretário interino de Educação e Cultura, João Favaro.

Já para a diretora da EMARP, Milena Tonetti, a escola de artes é local que fomenta a cultura não só na Estância, mas também na região. “É com muita alegria que chegamos ao terceiro ano da nossa escola, o local de nosso município e região que fomenta a cultura, que forma artistas e seres humanos incríveis. É um lugar onde existe vida”, disse.

source
Com informações da Prefeitura de Ribeirão Pires

Anúncios

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta