Escuta Pública sobre PNAB reuniu dirigentes municipais e fazedores de Cultura da Ilha, na quarta 22.05, para abordar aplicação dos recursos da Lei Aldir Blanc

 

Trabalhadores e trabalhadoras da Cultura representantes de diversos segmentos reuniram-se com dirigentes de Cultura do Município, nesta quarta-feira 22.04, no Espaço Cultural Plínio Marcos, para a Escuta Pública sobre a aplicação de recursos da Política Nacional Aldir Blanc de Fomento à Cultura (PNAB) no Município.

 

Reunidos em grupos por segmento artístico , os participantes fizeram propostas de como devem ser aplicados os R$ 111.433,04, recursos destinados ao Município dentro do PNAB. Entre as propostas, estão recursos para a realização de curtas metragens, oficinas, workshops, festivais, exposições e outros eventos e ações que beneficiarão artistas locais e povos tradicionais do Município, mediante o atendimento às normas de editais que serão lançados a partir desta Escuta Pública.

 

A Escuta Pública contou com a presença do diretor da Divisão de Cultura da Ilha, da primeira dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, da responsável municipal pela aplicação da Lei Aldir Blanc, além de fotógrafos, artistas plásticos e demais profissionais fazedores de Cultura no Município.

 

Com recursos previstos até 2027, a PNAB é classificada pelo Ministério da Cultura como “uma oportunidade histórica de estruturar o sistema federativo de financiamento à cultura, mediante repasses da União aos demais entes federativos de forma continuada”. Instituída pela Lei nº 14.399, de 08 de julho de 2022, a PNAB tem como objetivo fomentar a cultura em todos estados, municípios e Distrito Federal.

source
Com informações da Prefeitura de Ilha Comprida

Anúncios

Deixe uma resposta